A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/03/2012 10:58

"Quero o corpo da minha filha", diz mãe de Eliza Samudio

Aline dos Santos

Ela conta que mudou devido a ameaças e briga na Justiça para goleiro pagar pensão de Bruninho

Em 2011, Sônia fez festa para comemorar 1 ano de Bruninho.Em 2011, Sônia fez festa para comemorar 1 ano de Bruninho.

Há quase dois anos Sônia Fátima Silva de Moura espera por uma notícia: que os acusados pela morte de sua filha revelem o paradeiro do corpo. “Quero o corpo da minha filha, vou exigir deles”, diz a mãe de Eliza Samudio, que está desaparecida desde junho de 2010.

À época, a jovem buscava na Justiça que o então goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, reconhecesse a paternidade de seu filho. Hoje, a defesa do goleiro, que sempre negou a morte, porque o corpo nunca foi encontrado, admitiu pela primeira vez o crime.

O advogado Rui Caldas Pimenta vai sustentar que Luiz Henrique Romão, o Macarrão, amigo do goleiro, tomou a decisão de matar Eliza por ciúme. “Sempre tive certeza que a minha filha tinha sido morta por eles”, afirma Sônia.

Depois de receber ameaças por telefone, sobre as quais prefere não entrar em detalhe com a imprensa, a mãe de Eliza trocou há sete meses o distrito de Anhanduí por Campo Grande.

“O portão da minha casa tem mais de cinco metros de altura, cerca elétrica e não saio mais sozinha”, conta Sônia, sobre as medidas de segurança que adotou. Com a mudança, ela deixou de vender os produtos artesanais. “Vivo com o salário do meu esposo. Agora, sou dona de casa e avó”, relata.

Bruninho, de 2 anos, mora com a avó, que detém a guarda provisória. Ela relata que, apesar de a assumir a paternidade, o goleiro nunca procurou saber do filho e não paga pensão.

A família vai pedir na Justiça que Bruno pague os valores devido ao menino. “Isso vai garantir a faculdade dele, uma escola melhor”, explica a avó.

A Justiça já decretou o bloqueio dos bens de Bruno.

Agora, a advogada Maria Lúcia Borges Gomes cobra a execução para pagamento do valor devido. O montante nã é revelado porque o processo corre em sigilo. Em outra frente, Sônia ainda briga pela guarda definitiva do neto, que também é pleiteada por seu ex-marido.

Longa espera - Longe do pai e junto da avó, Bruninho cresce saudável e, logo fique mais velho, terá acompanhamento psicológico. “Fomos à pediatra na última quarta-feira. Ele está com 15 quilos, 93 centímetros. É uma criança abençoada”.

Sônia vive à espera do julgamento de Bruno e mais sete réus, cuja data ainda não foi marcada. O julgamento será em Belo Horizonte (Minas Gerais). “Creio que vai acalmar meu coração. Mas a dor nunca vai passar”, diz.

Para a polícia, Eliza foi torturada e morta a mando do goleiro. Com base nos depoimentos tomados, foram descoberto indícios de que o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, teria sido contratado para matar a jovem modelo e esconder o corpo.

Ele teria asfixiado e cortado o corpo da modelo, jogando as parte do corpo para os cães da raça rottweiler, que ele criava.

Justiça do Paraná determina prisão do pai de Eliza Samúdio
Em 2005, Luiz Carlos Samúdio foi condenado a 8 anos de prisão, mas estava em liberdadeNa tarde desta quinta-feira (12), a justiça de Foz do Iguaçu, ...
Bruno vai a júri por desaparecimento de Eliza e 4 são soltos
O goleiro Bruno vai a júri popular pelo desaparecimento da ex-amante Eliza Samudio. A decisão da justiça de Minas Gerais, divulgada ontem, também det...


Essa sra deveria ter se preocupado com sua filha quando a expulsou no meio da noite por ciúmes de seu companheiro, agora que a jovem está morta não adianta mais.
 
ReginaldoGadelha em 13/03/2012 11:39:46
so queria ver so fosse filho de um brasileiro comum trabalhador com uma renda de 622.00 reais por mes se essa mae da eliza iria correr atras desse neto tanto como tambem o avo estao brigando ate na justica pela guarda da crianca com certeza iria deixar esta crianca pra familia do bruno tomar conta nao iria nem querer saber dessa crianca como aconteceu com a filha que nao foi criada nem pela mae.
 
carlos eduardo em 13/03/2012 09:43:42
Analise a história da moça e vai ver como era a relação familiar da mesma, família
é coisa série e tem que ser planejada e bem estruturada, esse mar de mães solteiras, pais que não reconhecem os filhos não pagam pensão etc etc.. é uma marca da decadência social que estamos vivendo no Brasil.
 
Carlos Moura em 13/03/2012 09:42:54
A verdade é q nós criamos nossos filhos para a vida, e foi exatamente isso q aconteceu com esta senhora. Ela criou Eliza, mas a mesma escolheu o seu caminho. Foi ela quem procurou a morte. Todas as mulheres q se envolvem com jogadores de futebol, são poucas q saem bem. O final dela foi muito triste!!!
 
Ana Paula em 13/03/2012 09:24:00
olha seu carlos moura,nao devemos julgar as pessoas sem conhecer,sem ter comvivido com ela. nos que estamos de fora nao sabemos o realmente ela foi, uma boa mae,ou uma pesima mae talves nao sabemos da realidade. mas nao podemos julgar sem saber.bjs
 
suellen cristhina em 12/03/2012 11:50:15
Essa senhora foi uma péssima mãe, agora está dando uma de coitadinha ... típico !
 
Carlos Moura em 12/03/2012 02:16:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions