A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/03/2016 09:54

Receita doa 1,5 mil tablets e smartphones para combate ao Aedes em MS

Natalia Yahn

Mato Grosso do Sul recebe hoje (17), 1.538 tabletes e smartphones, doados pela Receita Federal, que serão entregues aos agentes de endemias que atuam no combate ao mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya. Os dispositivos móveis, no valor de R$ 299 mil, são oriundos das apreensões feitas pelo órgão no Estado e serão doados para a SES (Secretaria de Estado de Saúde).

O evento terá a participação do governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), além do secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, e do delegado da Receita Federal, Flávio de Barros Cunha.

Atualmente cinco municípios – São Gabriel do Oeste, Maracaju, Bataguassu, Bonito e Costa Rica – utilizam o sistema de tecnologia criado pela Secretaria de Estado de Saúde para a fiscalização e controle de focos do mosquito. As cidades foram as primeiras a receber os tabletes e os smartphones, em dezembro de 2015, por meio da parceria entre o Governo do Estado e a Receita Federal.

Em outras cinco localidades, os agentes de endemias também já usam o programa, mas os dados ainda são repassados para esse sistema de forma manual, ou seja, sem os tablets ou smartphones. A capacitação dos agentes, para a utilização do sistema, e a inclusão dos tablets e dos smartphones no trabalho desses agentes será feita gradativamente em todo o Estado.

Em Mato Grosso do Sul, são aproximadamente 5,5 mil agentes comunitários e de endemias. A SES informou que deverá ser aberta licitação de compra dos dispositivos móveis, para todos os agentes terem acesso aos mesmos.

Os agentes de endemias usarão tablets e smartphones para se comunicar em tempo real com a Sala de Situação. Por meio da tecnologia (GPS) será possível verificar se o agente realmente visitou o domicílio.

Idoso morre com suspeita de dengue e pode ser 8ª vítima em MS este ano
O idoso Carlos Vicente de Almeida, 71 anos, morreu na terça-feira (15), na Santa Casa de Campo Grande, com sintomas de dengue hemorrágica. Ele ficou ...
A cada hora, Campo Grande notifica 6 casos supeitos de dengue
No intervalo de uma semana, entre os dias 8 e 15 de março, Campo Grande registrou 1.036 novos casos suspeitos de dengue, o que significa, seis notifi...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions