ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 17º

Capital

Reincidente, restaurante é 1º interditado por 7 dias após desrespeito a decreto

Ação realizada pela Vigilância Sanitária interditou 6 estabelecimentos só no sábado (19)

Por Aletheya Alves | 20/06/2021 10:48
Equipe da Guarda Civil Metropolitana durante fiscalização neste sábado (19). (Foto: Divulgação/GCM)
Equipe da Guarda Civil Metropolitana durante fiscalização neste sábado (19). (Foto: Divulgação/GCM)

Restaurante localizado na avenida Marquês de Pombal, bairro Tiradentes foi interditado neste sábado (19) por  sete dias após romper lacre sem permissão da Vigilância Sanitária.  É o primeiro a ter pena mais rígida depois de decreto municipal publicado na última terça-feira.

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), o local é reincidente, porque já havia sido lacrado na última quinta-feira (17) por desrespeitar medidas contra a covid-19.

Conforme regras do decreto número 14.763, de 14 de Junho de 2021, estabelecimentos primeiro são interditados por 72 horas e os reincidentes são lacrados por mais uma semana. Em caso de novo registro, o local pode perder o alvará de funcionamento.

Além do restaurante, outros cinco estabelecimentos também foram interditados ontem. Sendo o bar Kiwi Tropical por funcionamento após o toque de recolher, Clan Bier e outros dois bares no Nova Lima e Jardim Batistão por aglomeração. Uma conveniência no bairro Universitário também foi lacrada pelo mesmo motivo.

Em conjunto com a GCM (Guarda Civil Metropolitana), Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Semadur (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano), Procon e Polícia Militar, a ação fiscalizou 292 estabelecimentos. Ao total, 15 denúncias foram atendidas e 28 abordagens realizadas.

Apenas pela Guarda, 24 estabelecimentos foram fiscalizados, três festas encerradas com aglomeração e 92 pessoas abordadas furando o toque de recolher.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário