ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  26    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Roubos em Campo Grande caíram pela metade em quatro anos, aponta Sejusp

Número em 2021 também vem se mostrando positivo, com queda de 13,7% com relação ao ano passado

Por Nyelder Rodrigues | 25/10/2021 12:21
Governador Reinaldo Azambuja, acompanhado do secretário de Segurança, ao lado de viatura semiblindada comprada recentemente. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Governador Reinaldo Azambuja, acompanhado do secretário de Segurança, ao lado de viatura semiblindada comprada recentemente. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Levantamento feito pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) aponta que o número de roubos registrados em Campo Grande caiu pela metade em um período de quatro anos. Em 2017, esse tipo de ocorrência somou 7.475 casos, enquanto que em 2020, a quantidade de roubos foi de 3.275.

A redução, exatamente, é de 50,6%, número que para a gestão da Segurança Pública local é resultado de investimentos do Governo do Estado e eficiente administração os recursos empregados nesse setor primordial da sociedade.

"Temos equipes operacionais diariamente nas ruas. O nosso trabalho é pautado pela investigação. A gente começa com a análise dos boletins de ocorrências, as regiões onde estão ocorrendo mais crimes", frisa o titular da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), Giuliano Carvalho Biacio.

Ele destaca ainda que as prisões por tal crime são praticamente diárias, o que fortalece o combate a tais situações na cidade. "Um dos fatores que também contribuem para a redução nas ocorrências de roubo é o Ocop", explica o comandante-geral da PM (Polícia Militar), coronel Marcos Paulo Gimenez.

O Ocop (Obtenção de Capacidade Operacional Plena) foi lançado neste ano e visa ampliar o policiamento ostensivo, realizado pela PM, em todas as regiões da cidade. Antes com apenas 17 viaturas, o serviço público foi ampliado para 48 veículos.

Além disso, a estratégia de atendimento à população também mudou, sendo coordenadas e monitoradas em tempo real a partir de uma central, montada na sede do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança). As viaturas foram distribuídas em 37 setores, tornando o atendimento mais ágil e eficaz.

Novas viaturas ampliaram de 17 para 48 o números de veículos para policiamento ostensivo em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Novas viaturas ampliaram de 17 para 48 o números de veículos para policiamento ostensivo em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

2021 melhor que 2020 - Ao todo, foram investidos R$ 160 milhões em ações de segurança pública no Estado, através do programa MS Mais Seguro. Neste ano, até setembro, foram registrados 2.119 casos de roubo, contra 2.458 no mesmo período do ano passado - número que demonstra uma queda de 13,7% nesses crimes.

"Houve fomento de políticas que buscam reprimir autores de roubos, que antigamente, praticavam crimes na via urbana, e que migraram suas atividades para residências", revela o secretário de Segurança, Antônio Carlos Videira, ao explicar as formas de combate ao crime, que mudou a atuação com o aumento de viaturas nas ruas.

Videira ainda completa que a polícia sul-mato-grossenses vem trabalhando para reprimir também roubos praticados no comércio. "Também merecem uma atenção especial da nossa parte, assim como os roubos em via pública e casas".

"Estamos trabalhado para reprimir não só os roubos na via urbana, mas também aqueles que eram praticados no comércio e em residências e que também merecem uma atenção especial da nossa parte”, afirma o secretário.

Centro de operações da polícia tem em tempo real coordenadas de onde estão as viaturas, o que ajuda a agilizar os atendimentos. (Foto: Saul Schramm/Divulgação)
Centro de operações da polícia tem em tempo real coordenadas de onde estão as viaturas, o que ajuda a agilizar os atendimentos. (Foto: Saul Schramm/Divulgação)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário