ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Frota da PM é triplicada em Campo Grande e ganha viaturas "semi blindadas"

Além disso, todos os veículos serão monitorados por satélite a partir da central da PM na Capital

Por Nyelder Rodrigues e Jhefferson Gamarra | 12/07/2021 17:15
Autoridades na entrega das chaves das viaturas semiblindadas, no pátio do Palácio Tiradentes, sede da PMMS (Foto: Paulo Francis)
Autoridades na entrega das chaves das viaturas semiblindadas, no pátio do Palácio Tiradentes, sede da PMMS (Foto: Paulo Francis)

A frota de viaturas da PM (Polícia Militar) em Campo Grande ganhou um importante reforço nesta segunda-feira (12). Agora, serão 48 veículos nas ruas da cidade, triplicando o número anterior - de 17 automóveis do tipo utilitário. Além disso, a partir de agora as viaturas podem ser usadas como escudos para os policiais.

O anúncio das viaturas foi feito pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante o lançamento do programa da PM chamado Ocop (Obtenção de Capacidade Operacional Plena). Os 48 carros são SUVs da marca Chevrolet e modelo Blazer, que vão ampliar o policiamento nos bairros de toda Campo Grande e cidades mais próximas.

Assim, a estimativa do Governo é que mais de 1 milhão de habitantes sejam beneficiados pelo aumento da frota, que também servirá como espécie de escudos para os policiais, já que elas são parcialmente protegidas balisticamente.

Desde 20219, a semiblindagem está autorizada pelo Exército, sendo que vários estados já compraram viaturas com essa características. Com os veículos totalmente blindados mais caros e pesados, a blindagem parcial permite redução de custos.

No caso das viaturas que ficarão em Campo Grande, ao invés de toda a lataria, a blindagem está presente nos vidros e nas portas - que em um confronto poderão ser usadas como escudos pelos policiais, reduzindo o risco de serem feridos. O investimento total foi de R$ 9 milhões para ampliar a frota da PM.

"Já autorizamos chamar os novos policiais militares do último concurso pois vamos levar o Ocop para as maiores cidades de Mato Grosso do Sul. Essa é a sequência do programa, no mesmo procedimento da Capital, vamos levar a polícia para mais próximo do cidadão de bem", antecipa durante coletiva do governador.

Policiamento reforçado com mais viaturas faz parte de programa que deve chegar também ao interior (Foto: Paulo Francis)
Policiamento reforçado com mais viaturas faz parte de programa que deve chegar também ao interior (Foto: Paulo Francis)

O secretário de Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, os benefícios são diversos. "Quem ganha com isso é toda população. O Ocop Vai levar segurança para toda a comunidade e bairros Campo Grande. Não são só números que estão sendo entregues, é qualidade também, com equipamentos capacitados e a altura da corporação".

Central modernizada - Outra novidade na PM em Campo Grande é a reforma que modernizou o Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança). Pelo valor de R$ 600 mil, o local sofreu alterações e conta agora com uma sala de monitoramento em tempo real das viaturas, dando um panorama completo de suas localizações na cidade.

A cidade será dividida em 37 setores, o que deve agilizar o atendimento e torná-lo mais detalhado e efetivo. "Serão radiopatrulhas espalhadas pela cidade, com cada uma no seu setor, fazendo a ronda. Em caso de ocorrência, já iremos acionar a viatura da área", explica o comandante do Policiamento Metropolitano, coronel André Macedo.

Caso seja preciso reforço durante a ocorrência, ele será acionados em uma rede de proteção que contará com a Força Tática, Bope (Batalhão de Operações Especiais) ou outra unidade especializada da PM no apoio.

Além das 48 viaturas de ronda regular, sete veículos farão o comanda da Força Patrulha e outros sete o recobrimento operacional. Outra uma única viatura ficará destinada para a supervisão operacional da Polícia Militar em Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário