A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/10/2012 11:02

Ruas fechadas para prova tumultuam saída de hóspedes

Luciana Brazil
Táxi entra na contramão, entre participantes da prova, para poder levar passageiro. (Fotos: Minamar Júnior)Táxi entra na contramão, entre participantes da prova, para poder levar passageiro. (Fotos: Minamar Júnior)

Com ruas fechadas e trânsito impedido, a 4° edição da meia-maratona da Volta das Nações, que aconteceu na manhã deste domingo, causou tumulto entre hóspedes de dois hotéis que ficam na rota do circuito.  

Das 6h30 às 8 horas da manhã, quando os clientes precisavam deixar os hotéis na avenida Mato Grosso, uma das vias da competição,  a passagem de veículos estava impedida.

Taxistas não conseguiam chegar até os estabelecimentos e, receosos em perder o voo, os passageiros ficaram tensos com a situação.

“Não tivemos informação de hóspedes que perderam o voo, mas muita gente ficou nervosa. Alguns foram com malas até a rotatória para ver se conseguiam pegar o táxi lá”, lembrou a atendente de hospedagem Luciane Letícia Souza de Jesus, 31 anos.

No ponto de táxi que fica entre os dois estabelecimentos, os taxistas presenciaram a confusão e alguns criticaram a falta de opções.

“O problema é que está sendo tirado o direito de ir e vir. Não precisava fechar as duas vias da avenida, era só fechar uma delas”, completou o taxista Fúlvio Lolli Ghetti, 38 anos.

Acostumado a fazer a corrida até o aeroporto, Fúlvio lembra que o valor é de quase R$ 40, mas com tantos desvios feitos hoje, a corrida saltou para R$ 52.

O colega Reginaldo Chavier, 48 anos, lembra que muitos hóspedes que deixavam o hotel hoje de manhã eram turistas estrangeiros e não sabiam que haveria a corrida. “Eles não tem culpa de nada, não sabiam”, destacou.

Taxistas ressaltam que tumulto foi grande logo cedo. Taxistas ressaltam que tumulto foi grande logo cedo.
Mesmo precisando fazer desvio, motorista apoia a corrida.Mesmo precisando fazer desvio, motorista apoia a corrida.

Apesar da confusão, Reginaldo e Fúlvio conseguiram embarcar passageiros e leva-los até o aeroporto. “Todo mundo conseguiu sair, mas foi complicado”, ressaltaram.

A situação entrou na normalidade por volta das 8 horas da manhã quando o problema foi contornado e os táxis liberados sem maiores procedimentos.

 “Nós avisamos todos os hóspedes sobre a meia-maratona, alertando sobre o horário”, frisou a atendente de hospedagem.

O chefe do Serviço de Fiscalização de Trânsito da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) Carlos Guarini informou que depois de dada a largada não é possível liberar a passagem de veículos.

“A prova pode até ser desqualificada. Foi divulgado na imprensa e os hotéis eram responsáveis em avisar os hóspedes. E mesmo assim, nós contornamos a situação logo depois”.

Segundo Guarini, uma das opções seria sair mais cedo do hotel para evitar o transtorno. A avenida ficou liberada até às 6h30 da manhã.

O hotel Ibis informou que os hóspedes que deixariam o local hoje foram informados sobre a corrida, mas ainda assim não foi possível evitar o tumulto. Já o Novotel não falou sobre o assunto, alegando que para dar qualquer informação é necessária autorização da matriz da rede que fica em São Paulo, ou ainda com o gerente da unidade que não estava no local.

Motoristas: Apesar de ter que desviar do trajeto rotineiro, o engenheiro civil Carlos Araújo, 55 anos, não reclama da meia-maratona. "Para chegar em casa eu tenho que passar por aqui, mas mesmo com o transtorno, eu apoio".

Michele Melo, 31 anos, precisou fazer um desvio grande por causa das interdições e resslata que, mesmo por um bom motivo, a corrida atrapalha o trânsito.

Avenida Mato Grosso ficou fechada nos dois sentidos.Avenida Mato Grosso ficou fechada nos dois sentidos.
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


fuvio terei o prazer de ajudar-los, principalmente sabendo uma semana antes com a agetran se tera acesso para sair e reivindicar algo, não adianta esperar algo que sabemos que vai acontecer para só reclamar na hora!
 
samuel vosni em 10/11/2012 13:03:51
O interessante é que se interdita as principais avenidas de São Paulo para realizar a São Silvestre, as principais avenidas de New York para meia-maratona de lá, as Principais avenidas de Tókio, de Londres, e assim mundo a fora nas grandes metrópoles mundiais. Mas em Campo Grande, que se diz querer entrar no cenário nacional e ser uma cidade modelo no Brasil, não pode realizar um evento que grande e respeitado em todas as mídias esportivas do Brasil que uma mínima parcela da população se sente prejudicada e quer apagar a beleza de um evento tão bem realizado. Parabéns ao SESI por colocar Campo Grande e Mato Grosso do Sul no cenário nacional do ESPORTE!!!
 
Miguel Andrade Barbosa em 15/10/2012 15:31:57
Triste!! só sabem reclamar, tudo agora virou motivo eleitoreiro.
 
Angela Annes em 15/10/2012 13:55:14
Srºª Vera Lucia Bohmen, Edson Trombine Leite, Rodrigo Souza, Marcos Da Silva, Alexandre De Souza, Luiz Carlos Barbosa de Castro, Margareth Onesti, Vania Caceres, Fernando Silva, João da Silva e Fulvio da Costa, nunca vi um eventos desta natureza com 25 mil participantes nao ter que interditar as ruas proximas do evento!! Parabens a TV Morena ao SESI e Unimed pelo evento!!
Vania Caceres a Unimed patrocinou o evento viu!!!!
 
Marcos Nogueira em 15/10/2012 12:50:40
RESPONDENDO AO SAMUEL VOSNI, NÓS TAXISTAS DO PONTO Q FICA NO NOVOTEL, NÃO SOMOS IGNORANTES Q NÃO CONHECEMOS OS EVENTOS Q VÃO SER REALIZADOS NA CIDADE, AGORA VC Q NÃO CONHECE A REGIÃO FICA FALANDO O Q NÃO SABE, A PROVA FECHOU TODOS OS ACESSOS POSSÍVEIS PRA SE CHEGAR AOS HOTÉIS EM QUESTÃO. E AINDA PRO TEU CONHECIMENTO SOMOS MTO BEM INFORMADOS E TB CONHECEMOS MTO BEM A INTERNET, ENTÃO NÃO FICA FALANDO O Q NÃO SABE OK... VAI VC SAMUEL PASSAR A MANHA TODA LÁ ANO Q VEM AI VC COM TODO TEU CONHECIMENTO PODEMOS INTERAGIR JUNTOS.... QUANDO NÃO SABEMOS A FUNDO DO ASSUNTO NÃO DEVEMOS CRITICAR AQUELES Q ESTÃO ALI APENAS QUERENDO EXERCER SUA PROFISSÃO.
 
FULVIO DA COSTA LOLLI GHETTI em 15/10/2012 10:32:50
Adorei participar desse evento e tomara que tenhamos mais vezes no ano. Achei bem organizado tinha atendimento médico emergencial, muita água, que acho mto importante, tinham todas as informações em panfletos, mídia, placas.
O Sesi está de parabéns.
 
Antonieta da Silva em 15/10/2012 00:23:22
Quero dar meus parabéns a equipe organizadora porque um evento desse porte não deve ser fácil organizar.
É uma pena que aconteça apenas uma vez por ano.
 
Denis Nantes em 15/10/2012 00:14:42
Acho q 1 evento desse porte é praticamente impossível agradar à todos, principalmente quem não está participando... Um evento q tinham inscritos + de 24 mil pessoas até q ocorreu td bem, mta gente junto, não podiam contar apenas c a organiz do evento pois tds são humanos e passíveis de erros, ainda + porq são mtas pessoas envolvidas, q além de organizar cada detalhe, têm q contar com a colaboração dos participantes. O SESI está de parabéns colocando nossa cidade como apropriada para um evento desse porte. Qto ao trânsito infelizmente acho q não poderia ser de outra forma, pude ver placas informando o período em que as ruas do percurso estariam interditadas e não me recordo de ter visto grandes competições nacionais com apenas meia pista interditada...
Enfim, quero mais uma vez parabenizar
 
Laura Oliveira em 15/10/2012 00:12:33
A TV Morena faz o que quer na cidade. Ridículo as interdições que ocorreram hoje, havia locais onde facilmente o trânsito poderia ter sido liberado.
 
carlos moraes em 14/10/2012 22:44:53
Esse é o modo de governar do PMDB (nelsinho trad, andré e giroto). Isso que aconteceu foi uma barbaridade àqueles que estão trabalhando (taxistas, hóspedes e funcionários dos hoteis). Isso se chama falta de planejamento da prefeitura de campo grande-ms.
 
joao da silva em 14/10/2012 19:36:13
os taxistas vendo que a terceira maior maratona do brasil aconteceria deveriam logo imaginar que haveria interdições, haviam informações na internet para eles saberem quais rotas tomarem e o hotel poderia ver junto a agentran, estamos falando que uma das maiores provas do brasil aconteceria. e isso é muito bom para todos
 
samuel vosni em 14/10/2012 19:19:51
nos que moramos no carandá sofremos com esse transtorno... desorganização e desconsideração por nós.
 
Fernando silva em 14/10/2012 18:52:45
Como se não soubessem o que iria acontecer! A corrida, e seu trajeto, foi anunciada há mais de 2 meses, assim os estabelecimentos prestadores de serviços deveriam ter realizado um planejamento para atender seus clientes, bem como comunica-los com antecedencia de que estariam sem atendimento de transporte na porta do hotel. Planejamento e organização! E isso a corrida teve!
 
Marise Oliveira em 14/10/2012 18:34:20
O pior de tudo isso mesmo, foi fecharem a entrada para o hospital UNIMED, foi a maior confusão, sempre é assim, hora que der uma emergência com morte, aí eles vão pensar em uma solução.
 
vania caceres em 14/10/2012 18:04:28
Vera Lúcia Bohnen, seu direito de ir e vir estava garantido: Se você quisesse ir andando estava liberado, só estava impedido o trânsito de VEÍCULOS! Pense antes de invocar a Constituição!
 
Gustavo Ribeiro em 14/10/2012 17:33:43
Saí da Cidade Jardim para poder pegar minha neta no Caranda as7 e 30 . Não tiha como ter acesso. Ate os polciais ficavam sem graça qdo eu perguntava qual o caminho a fazer. Demorei 1 hora.....Nao da né AGETRAN...Cabeça é para pensar.....

 
margareth onesti em 14/10/2012 17:04:53
Sempre é assim, toda vez que fecham a rua não dão alternativas, infelizmente não respeitam a população. Numa avenida poderiam dar opção para outra via, só colacar cones para dividir a pista.
 
Luiz Carlos Barbosa de Castro em 14/10/2012 14:51:40
Infelizmente o campograndense reclama de tudo.... reclamaa inclusive que não tem eventos na cidade... é um evento importante, nao sei em que mundo vivem as pessoas, saiu na imprensa durante umas duas semanas e mesmo assim as pessoas querem passar, o problema do transito hoje em campo grande é que as pessoas acham sempre que suas necessidades sao maiores que as dos outros, sempre tem um motivo para avancar o sinal, para falar no celular, mas qdo é vitima de algo por esses problemas ai o outro ta errado...nao foi impedido o direito de ir e vir de ninguem, apenas nao podiam circular veiculos.. pq?pq tinham idosos, deficiente fisicos, def. visuais, enfim PESSOAS participando da corrida e para oferecer segurança a elas devem afastar os veiculos....
 
Daniela Matias em 14/10/2012 14:47:26
Isto só pode ser incompetência ou burrice mesmo! Como pode o cara chegar a chefe do Serviço de Fiscalização de Trânsito da Agetran só pode ser indicação de lá de dentro (como ocorre sempre no Brasil), a avenida tem 3 faixas, simples 1 para os corredores e as outras 2 para automóveis. Acho que mereço o cargo mais que ele!
 
Alexandre de Souza em 14/10/2012 14:41:16
Infelizmente o povo de campo Grande só sabe reclamar!!
 
Marcos Nogueira em 14/10/2012 14:05:23
po os taxista deviam estar atentos, é claro que se haveria uma marotona logo se interditaria as ruas proximas, ai vai conhecimento da regiao para fazer a corrida, a vollta das naçoes é algo importante para o esporte e consolida como terceira maior maratona do país. se teria algo grande assim com 24 mil competidores é obvio que interditaria varias ruas. se eu fosse taxista me informaria na internet antes de fazer a corrida com os passageiro para evitar trantornos, taxio da regiao dos altos da mato grosso se interajam do que esta havendo pois no turismo vcs sao muito importantes
 
samuel vosni em 14/10/2012 13:59:20
E como o taxista fala: basta fechar uma das duas pistas da avenida, e colocar cones na outra pista (do lado do hospital, que é mais importante que hoteis) e fazer aquele lado do Mato Grosso mão duplo. Basta querer.
 
Marcos da Silva em 14/10/2012 13:34:01
A corrida está marcada já faz meses, é só o hotel se programar e informar os hóspedes, simples assim. Em qualquer lugar do mundo as vias ficam interditadas para as corridas.
 
Marisa Lopes em 14/10/2012 12:41:27
Campo Grande não tem estrutura para realizar certo eventos, o local da meia maratona não da opção de desvios na região, os que tem não se consegue acesso porque esta tudo interditado. Mudem o local ou estruture melhor a cidade para receber esse tipo de evento. Falta de organização.
 
Rodrigo Souza em 14/10/2012 12:38:25
Amadorismo total de nossos gestores de trânsito! Isso acontece no dia a dia, por que não aconteceria num domingo diferente, com uma mega competição como esta?
 
EDSON TROMBINE LEITE em 14/10/2012 12:12:28
É incompetência e desorganização total... Fecham as ruas sem dar alternativa.. Fecham a avenida que da acesso ao hospital Miguel Couto não permitindo sequer acesso de ambulâncias ... Infelizmente no ano passo fui vitima desTa incompetência ... Espero realmente que o direito de ir e vir seja garantido da próxima vez principalmente em se tratando de acesso a hospitais.
 
Vera Lúcia bohnen em 14/10/2012 12:02:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions