A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

10/09/2018 09:52

Santa Casa inicia transferência de pacientes para Hospital do Trauma

Devem ser preenchidos 48 dos 51 leitos da unidade de saúde, que demorou mais de 20 anos para ficar pronta

Kleber Clajus e Izabela Sanchez
Serão transferidos à unidade 39 pacientes do setor de ortopedia e traumatologia da Santa Casa (Foto: Izabela Sanchez)Serão transferidos à unidade 39 pacientes do setor de ortopedia e traumatologia da Santa Casa (Foto: Izabela Sanchez)

Pacientes começam a ser transferidos da Santa Casa de Campo Grande para o Hospital do Trauma, nesta segunda-feira (10). Ao menos 48 dos 51 leitos da unidade de saúde, que foi inaugurada em março, serão ocupados nessa primeira fase, depois de assegurado repasse de R$ 18 milhões do Ministério da Saúde destinados a sua manutenção.

Gerente de Enfermagem, Luciana Gimenez Barbosa explicou que todos os pacientes serão distribuídos nos dois andares da nova ala conforme sua gravidade. No primeiro andar ficam os mais graves, uma vez que o acesso a Santa Casa ocorre de forma mais rápida, enquanto no segundo os mais estáveis. Até 20 profissionais devem participar da transferência dos 48 pacientes do setor de ortopedia e outros nove do pré-operatório.

Para a autônoma Patrícia de Souza Corrêa, 35 anos, a unidade apelidade de "Hospital do Trauma" vai colaborar principalmente para quem precisa passar por cirurgia. No caso dela, vítima de acidente de moto e há um mês em recuperação na unidade hospitalar, é preciso "observar porque está acontecendo tanto acidente e reforçar a fiscalização de trânsito".

Unidade - Anexo à Santa Casa, o Hospital do Trauma teve obras retomadas em junho de 2016. Foram quase 20 anos até que sua estrutura fosse concluída para oferta de 100 leitos de internação, 10 UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), cinco salas cirúrgicas, duas para pequenos procedimentos, três para observação com 15 leitos, além de outras dedicadas a odontologia, radiologia, fisioterapia, reabilitação e consultórios. Existe ainda uma área para recebimento de ambulâncias e estacionamento.

Desde sua inauguração, em março deste ano, promessas de representantes do governo federal não se concretizavam para que a unidade iniciasse suas operações. Contudo, na semana passada, o Ministério da Saúde confirmou a transferência de R$ 18 milhões, em quatro parcelas, para custear os atendimentos. Já o governo estadual deve aportar outros R$ 2 milhões mensais a partir de outubro e se houver aumento nos casos de trauma. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions