ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 36º

Capital

Secretaria montará plantão para alunos do ensino remoto

Ao todo, serão disponibilizados 50 números de telefone para que os alunos sejam atendidos

Por Nyelder Rodrigues e Gabriela Couto | 24/07/2021 12:34
Sede da Secretaria de Educação, localizada no bairro Vila Margarida, região norte da cidade (Foto: Google Street View)
Sede da Secretaria de Educação, localizada no bairro Vila Margarida, região norte da cidade (Foto: Google Street View)

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) vai montar um esquema de plantão por WhatsApp para atender as crianças que não irão retornar às aulas presenciais na próxima segunda-feira (26), seja por causa do revezamento de estudantes ou por escolha dos pais, que preferem ainda manter os filhos em casa.

De acordo com a chefe da pasta em Campo Grande, Elza Fernandes, serão 50 números de celular a serem disponibilizados a partir da próxima semana, com vários técnicos educacionais divididos para auxiliar as crianças no ensino remoto.

"Terão todo atendimento, com certeza. Temos a TV Reme [Rede Municipal de Ensino], rádio Reme, canal do YouTube, todas as ferramentas disponíveis para esses alunos. Também tem o plantão para dar suporte", explica.

Elza ainda revela que os profissionais ficarão divididos conforme a faixa etária dos alunos: grupos 4 e 5 da Educação Infantil, e estudantes do 1º ao 5º ano e do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Também será oferecido o mesmo sistema para alunos que fazem o EJA (Educação para Jovens e Adultos).

Já sobre o retorno presencial dos alunos, a secretária conta que a expectativa é positiva após quase um ano e meio com as crianças em casa. "Estamos pensando na questão pedagógica, mas também na questão emocional. É no ambiente escolar que muitas crianças demonstram se estão bem ou não".

Quanto a apreensão dos pais sobre a segurança dos filhos em meio a pandemia, ela pede que eles visitem a escola, conversem com os responsáveis para saber como vai acontecer esse retorno e que confiem em mandar as crianças para a escola.

"No decorrer da semana, conforme houver o retorno, algumas coisas vão aparecer e serão readaptadas. Mas estamos prontos para isso. Vale lembrar também que o ano letivo não parou. Estávamos todos no remoto, agora só voltaremos com o presencial, escalonada", completa a secretária, que hoje vistoriou 25 escolas.

Junto dela, também esteve o prefeito Marquinhos Trad (PSD), que prometeu seguir com as fiscalizações no decorrer da próxima semana. A intenção das visitas é fechar a preparação para o retorno das aulas presenciais.

Escalonamento - Ao todo, a Reme conta com 109 mil estudantes, mas ainda não há números sobre os que receberam autorização dos país para retornar. Nessa primeira semana, o foco do trabalho será o acolhimento das crianças, com acompanhamento psicológico e avaliação de como eles estão curricularmente.

"Nessa primeira semana vamos fazer o acolhimento. Os professores muitas vezes sequer conhecem o aluno pessoalmente, já que tudo estava remoto. Era tudo pelo WhatsApp. Então as escolas vão organizar um diagnóstico focado na leitura e escrita, principalmente para os alunos na fase de alfabetização", diz Elza.

Uma das medidas adotadas para evitar contágios, além das já usuais de biossegurança, é o revezamento de turmas. Todas elas foram divididas em duas ou três partes, sendo que a cada semana uma delas tem aulas presenciais, enquanto o restante permanece no ensino à distância enquanto não chega sua vez de ensino presencialmente.

Além disso, haverá mudança de horários. Sem os tradicionais intervalos entre aulas, os estudantes serão liberados uma hora antes, às 10h no turno matutino e às 16h no turno vespertino. A entrada será feita de forma escalonada.

Caso a unidade seja educação infantil, o horário de entrada do grupo de alunos com 5 anos será feito às 7h e às 13h. Já o Ensino Fundamental I, antigo primário, com alunos do 1º ao 5º ano, fará a entrada dos estudantes às 7h15 e às 13h15.

O último grupo de alunos é referente aos do Ensino Fundamental II, com alunos do 6º ao 9º ano. Os que estudam pela manhã devem entrar às 7h30, enquanto os da tarde entrarão às 13h30. Como a Rede Municipal não oferece Ensino Médio, ele não está elencada.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário