A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

24/01/2012 14:42

No centro ou pelos bairros, terrenos cheios de mato são problema

Paula Vitorino

Reportagem percorreu os bairros São Francisco, Vila Nasser e União para mostrar os terrenos que são problemas.

Moradora precisou passar pela rua para desviar do mato. (Fotos: João Garrigó)Moradora precisou passar pela rua para desviar do mato. (Fotos: João Garrigó)
Terreno abandonado no cruzamento das ruas Rui Barbosa e Amazonas. Terreno abandonado no cruzamento das ruas Rui Barbosa e Amazonas.

Terrenos abandonados, cheios de mato, são esconderijos perfeitos para animais peçonhentos, mosquitos e até bandidos. Mas apesar dos diversos problemas, que já são velhos conhecidos da população, não é difícil encontrar terrenos nesse estado por toda a Capital.

No bairro São Francisco, no cruzamento das ruas Amazonas e Rui Barbosa, dois terrenos abandonados tomam conta das esquinas. No maior deles, o mato está alto e não existe calçadas.

A diarista Isabel Lemos Cardoso, de 49 anos, precisou desviar o trajeto pela rua para não passar em meio ao mato. “Tive que desviar, é o jeito. Para quem passa à noite deve ser um perigo a mais”, frisa.

Os moradores da região afirmam que é comum ver “malandros” saírem de dentro do mato. “A gente vê malandro saindo de dentro, principalmente, de manhãzinha, acho que dormem aí dentro”, diz a moradora Keila Fernanda Leona, de 28 anos.

Ela também reclama que é comum aparecerem escorpiões nas casas vizinhas. A cabeleireira Akemi Oshiro, de 55 anos, diz que além dos animais peçonhentos, o medo é em relação a proliferação de mosquitos da dengue e leishmaniose, principalmente, na época de chuvas.

“Tem muito pernilongo na minha casa”, diz. Ela ainda ressalta que são vários os terrenos vazios na região. “É o que mais tem aqui”, diz.

Mato toma conta de ponto de ônibus na Vila Nasser. Mato toma conta de ponto de ônibus na Vila Nasser.

Ônibus - A grande quantidade de lotes abandonados também é uma realidade e um problema para os moradores dos bairros Vila Nasser e União.

Na Nasser, o mato dos terrenos atrapalha quem precisa pegar ônibus e mora aos arredores de escolas. O morador Reginaldo Nogueira, de 33 anos, mora em frente a um terreno que está abandonado há pelo menos 2 anos.

“Vive com mato. Já plantaram milho e mandioca, mas só o que tem agora é o mato seco”, diz. A área fica na rua Antônio Moraes Ribeiro, que ainda conta com outros terrenos abandonados no em torno das ruas São Lucas e São Matheus.

Ainda na mesma rua, mas no cruzamento com a Fernão de Magalhães, o mato toma conta de um terreno onde fica um ponto de ônibus. Quem precisa usar o transporte coletivo, é obrigado a esperar o ônibus em meio a terra e mato.

“Tá sempre cheio de mato. Dá medo até de passar perto durante o dia, imagino à noite”, diz a moradora Janaina Gonçalves, de 18 anos, com a filha de 4 meses de idade.

Ela conta que em dias de chuva não tem como ficar na “calçada” e o jeito é esperar o ônibus na rua. “A enxurrada toma conta, vira uma lama que ninguém consegue pisar”, diz.

A aposentada Rosa Mathias, de 79 anos, sofre sem um local adequado para esperar o transporte. “Não tem onde sentar e minha perna dói se fico muito em pé”, diz, se apoiando em uma bengala.

Vizinho do terreno, o músico Walmor Braga, de 21 anos, conta que o jeito é os próprios moradores ao redor limparem o terreno, quando podem. Ele afirma que até lagarto já saiu do meio do mato.

“A gente limpa no canto do muro pra não deixar o mato entrar na nossa casa e a passagem do ônibus também, mas o dono mesmo não limpa nada”, diz.

Bairro - No bairro União 2, são vários os terrenos abandonados e com mato alto. O leito do Campo Grande News Luciano Petiz reclama de dois terrenos, um do lado do outro, que estão abandonados na rua Osvaldo Pereira Soares, ao lado do número 178.

“O mato está muito alto e estão jogando lixo no terreno. O proprietário nunca deu sinal de vida para limpar os terrenos”, diz.

Denunciar - Segundo a legislação municipal, a responsabilidade pela limpeza e conservação de terrenos particulares compete ao proprietário.

A legislação estabelece que os proprietários dos imóveis são responsáveis, ainda, pela construção de calçadas e por mantê-las em perfeito estado de conservação. Os terrenos devem ser mantidos limpos, capinados, drenados e calçados.

O proprietário que descumprir a exigência pode ser notificado, recebendo o prazo de 30 dias para regularizar a situação. Se mesmo assim o terreno não for limpo, o proprietário pode receber multa que varia de R$ 1.542 a R$ 6.170 mil.

Em 2011, foram aplicadas 21.741 notificações a proprietários de terrenos particulares. A população pode denunciar para a Prefeitura Municipal terrenos que estejam abandonados por meio do telefone: 3314-3151.

Terreno na rua Antônio Moraes, Vila Nasser. Terreno na rua Antônio Moraes, Vila Nasser.
Terreno na rua Osvaldo Pereira Soares, bairro União 2. Terreno na rua Osvaldo Pereira Soares, bairro União 2.


Tenho uma grande reclamação...aonde moro tem um terreno horroroso, lotado de árvores, plantas, insetos, bichos de todos os tipos...não aguento mais...o Dono não toma providências...já reclamei muitas vezes na prefeitura, mas há anos que o dono não manda ninguém capinar....quero que seja denunciado e pague uma bela multa....como eu faço?alguém me ajuda?obrigada!
 
Katya em 03/03/2012 10:45:42
Senhores,
Eu quero saber,se existe uma lei que nos protege de vizinhos que deixam seus lotes/terrenos (vazio e murado) cheios de mato, até 2 mt. de altura ?
Isto é no R.J..
Onde nos podemos procurar ajuda ?
 
Jim Scholten em 08/02/2012 09:00:45
isso por que a reportagem percorreu bairros com asfalto, transtorno mesmo é quando esses terrenos são em ruas sem asfalto, por que ai nem o dono cuida, nem a prefeitura da atenção ao problema, por que nem a parte dela, que é limpar as ruas ela não faz. Vai no Itamaraca, na rua salomão abdala, pra ver o que é descaso....
 
ana paula dos santos em 24/01/2012 11:16:35
NÃO SEI PORQUE NAO MULTAM.. POIS O LOTE AQUI NO BAIRRO SANTA LUZIA DA MINHA MÃE...O MATO CRESCE UM POUQUINHO E JA CHEGA A NOTIFICAÇÃO DA PREFEITURA... E ESSES TERRENOS CHEIOS DE MATO E ENTULHO.... QUEM QUE TER DIREITO E DEVERES PARA TODOS!!! ficadica !!!!
 
Lidnalva Maia em 24/01/2012 10:59:14
a prefeitura tambem teria de ser multda por deixar uma grande area cheia de mata na area central que e de sua propriedade e sem calçadas e a area da antiga ferrovia onde existe diversos predios abandonados servindo de abrigo para desocupados e usuarios, e prox ao cem e da feira central
 
RILDO DA SILVA NAZARETI em 24/01/2012 08:42:30
Esse negócio de ligar na semadur não da certo , na rua onde moro na tupinambas ,267 jd Ima tem uma chacrinha que esta com muito entulho mato sem calçada esconderijo de marginais e abrigo para isetos peçonhetos . Fui muito insistente ligando umas três semanas seguido ate levei uma" Bronca "da resposavel pelo setor e desse tempo pra cá esta cada dia pior. disse que ja foi notificado o proprietario
 
tiago da silva em 24/01/2012 08:10:08
Se for de interesse de alguém. Vem dar uma olhada na no Bairro Monte Castelo, mais precisamente na Vila São João Bosco.
Com Certeza vão se assustar. Até parece que estamos na região da Amazônia.
O povo aproveita e ainda joga lixo, entulho e tudo mais. Até camisinha usada acha por lá...
Ai, ai, ai... Não aguento mais...
Há quando visitar não esquecer de levar um trator, para tirar vcs dos Buraco
 
EZEQUIEL DOS SANTOS em 24/01/2012 07:42:41
ACHO QUE TODO MUNDO TEM DIREITO A TER ALGUM IMÓVEL MAS É DEVER DA PREFEITURA FISCALIZAR PELO QUE PARECE SOMENTE APLICAR MULTA NÃO RESOLVE, NO JARDIM AUXILIADORA TEM VÁRIOS TERRENOS QUE VALEM MUITO DINHEIRO PQ SERÁ QUE NINGUEM LIMPA PORQUE SERÁ QUE A FISCALIZAÇÃO NÃO CHEGA LÁ, COM CERTEZA DEVE SER DE DEPUTADO VEREADOR E SECRETÁRIOS NELSINHO KD VC, COM CERTEZA NÃO DEVE ESTAR SABENDO DISSO.
 
EUCLIDES SAMPAIO PEREIRA JUNIOR em 24/01/2012 04:49:02
Não é só dos bairros acima que estão com muito mato , aqui na região da Carmélia também aliás o Posto de Saùde ao lado onde funciona a Associação dos Moradores está cheio de matagal.
 
SANDRA DA SILVA em 24/01/2012 03:42:44
Há terrenos bandonados também por mais de 20 anos no bairro Nova Campo Grande, moro aqui a 20 anos e os milhares de terrenos continuam abandonados por aqui, algumas vezes fomos atras desses "irresponsaveis" que nem se quer moram em Campo Grande para providenciar a limpeza dos mesmo!
 
José Luis em 24/01/2012 03:21:04
No bairro Sâo Francisco o terreno da pedreira a anos esta do mesmo jeito. Um criatório de dengue, e ninguem faz nada. será que o proprietário paga multa. Ou a prefeitura é solidaria com especuladores imobiliários? Este espaço deveria ser desapropriado, para utilidade pública. a população do bairro esta cansada do descaso.
 
Juarez Gonçalves em 24/01/2012 03:14:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions