ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Sem novas vagas, programa está com beneficiados acima do limite

Segundo a Funsat, o programa de inclusão social está com vagas esgotadas, com 2.444 beneficiados

Por Leonardo Rocha | 10/04/2020 18:03
Informativo na frente do prédio da Funsat diz que não há vagas para o Proinc (Foto: Marcos Maluf)
Informativo na frente do prédio da Funsat diz que não há vagas para o Proinc (Foto: Marcos Maluf)

Com vagas esgotadas, o Proinc (Programa de Inclusão Profissional) está até com beneficiados acima do limite em Campo Grande. Foi o que informou o diretor-presidente da Funsat (Fundação Social do Trabalho), Cleiton Freitas. “Estamos atendendo 2.444 pessoas,  200 pessoas a mais do limite”, explicou.

Este programa atende as pessoas que estão em situação vulnerável na cidade, desempregados, e que não são beneficiados em outros sistemas. A pessoa recebe um salário mínimo, cesta básica, vale-transporte, trabalhando em algum órgão público, recebendo inclusive capacitação profissional.

A assessoria da Funsat informou que 2.444 pessoas fazem parte do programa, que tem um custo mensal de R$ 3,6 milhões para gestão municipal.  No mesmo período no ano passado, segundo a Fundação, eram 2.258 contemplados. O que representa um aumento de 186 vagas.

Limite - De acordo com a Fundação, foram permitidas 2.236 vagas ao programa, no entanto ele está atendendo hoje 2.444, com 208 pessoas acima do limite, justamente pela procura que houve dos interessados.

Neste retorno de atendimentos presenciais na Funsat, após ficar fechada, existe inclusive uma placa na frente do prédio, dizendo que não há vagas para o Proinc, que atende pessoas de 18 a 70 anos. A Fundação também informou que após a reabertura na terça-feira (7), a maior demanda está sendo pedidos de entrada de seguro-desemprego.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário