A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/06/2015 14:03

Servidores do Judiciário cruzam os braços por 24 horas e ameaçam greve

Ricardo Campos Jr.
Alguns servidores estão reunidos em frente da Justiça Federal à espera da assembleia (Foto: Marcelo Calazans)Alguns servidores estão reunidos em frente da Justiça Federal à espera da assembleia (Foto: Marcelo Calazans)

Servidores do Judiciário Federal em Mato Grosso do Sul fazem paralisação de vinte e quatro horas a partir da tarde desta segunda-feira (15) e terão assembleia às 15h para decidir se aderem à greve nacional da categoria. Eles pedem que o Congresso Nacional aprove lei que concede reajuste de 50%.

Antônio César Medina, coordenador do Sindjufe (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União no estado), afirma que há anos os trabalhadores têm assistido os magistrados ganharem aumentos enquanto sequer conseguem ter a reposição inflacionária.

“Tem uma lei que já passou por todas as comissões e está no plenário do Senado para ser aprovada, mas até agora a votação só tem sido adiada”, explica. A normativa, se aprovada, concederia 50% de aumento em razão do período sem correção salarial.

Em Mato Grosso do Sul são 2,5 mil servidores, dos quais 30% continuariam nas atividades em respeito ao quantitativo mínimo para que o movimento seja legítimo.

A mobilização está sendo feita em frente ao prédio da Justiça Federal, no Parque dos Poderes. Uma tenta e sistema de som foram montadas no local.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions