ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Servidores mantêm luta para Governo ampliar contribuição à Cassems

Por Zana Zaidan | 26/11/2013 17:49
Representante dos policiais civis do Estado, Barbosa afirma que servidores vão brigar pela paridade (Foto: Marcos Ermínio)
Representante dos policiais civis do Estado, Barbosa afirma que servidores vão brigar pela paridade (Foto: Marcos Ermínio)

Representantes dos servidores públicos estaduais vão manter a pressão para que o Governo do Estado acate a proposta de dividir igualmente o valor pago à Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul). Hoje (26) aconteceu Assembleia Geral dos sindicatos do funcionalismo público estadual, cujos pontos discutidos vão pautar uma reunião com o governador André Puccinelli (PMDB), marcada para a próxima quinta-feira (28).

O pedido é para que haja a paridade na contribuição referente ao plano de saúde – 6% descontados da folha de pagamento, 6% do governo, já que a Cassems já anunciou que para 2014 precisa que o repasse aumente para 12%. Atualmente, a empresa recebe 8,75% - 5,25% dos trabalhadores, 3,5% do lado patronal.

Claudio Souza, dirigente do sindicato dos cabos e soldados da PM, espera que o governador acate o pedido. "Seria nosso presente de Natal". (Foto: Marcos Ermínio)
Claudio Souza, dirigente do sindicato dos cabos e soldados da PM, espera que o governador acate o pedido. "Seria nosso presente de Natal". (Foto: Marcos Ermínio)

“Ouvimos os servidores e vamos levar nossas conclusões ao governador. A princípio, não vamos abrir mão da paridade, mas na mesa de negociação tudo pode ser discutido”, explica o presidente do Simpol/MS, sindicato que representa os policiais civis do Estado, Alexandre Barboza.

Cerca de 200 servidores participaram da Assembleia, entre policiais militares e civis, agentes penitenciários, professores, administrativos, médicos e outros profissionais da administração pública, e também contou com apresentação da planilha de custos da Cassems pelo presidente da empresa, Ricardo Ayache. Em julho, ele já havia apresentado os gastos aos dirigentes e, no encontro de hoje, os servidores ficaram a par da situação do plano de saúde.

O último reajuste aconteceu em 2004 – o desconto da folha era de 3% e passou aos atuais 5,25%. São 76 mil servidores estaduais e 180 mil beneficiários da Cassems, entre titulares e dependentes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário