A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

22/02/2013 20:25

Shopping vai pagar R$ 1,9 mil por carro danificado em estacionamento

Nícholas Vasconcelos

Decisão da 2ª Vara do Juizado Especial de Campo Grande condenou o shopping Norte Sul Plaza a restituir em R$ 1.918,15 para um cliente que teve o carro danificado no estacionamento do centro comercial.

Segundo o autor, em setembro de 2011 ele estacionou o veículo no estacionamento do shopping e ao sair do local notou que o para-lama dianteiro estava avariado. O cliente então retornou ao estabelecimento e informou a um funcionário o ocorrido.

O veículo foi fotografado e funcionários anotaram os dados do autor afirmando que posteriormente entrariam em contato, o que jamais ocorreu.

De acordo com o proprietário, houve tentativa de resolver o acordo de maneira amigável, mas sem êxito. Ele então decidiu ingressar com a ação pretendendo a reparação do valor gasto com o conserto do veículo, como também ser indenizado por danos morais.

O shopping apresentou contestação alegando que funcionários periciaram imediatamente o local onde o veículo do autor estava estacionado e que chegaram a conclusão de que o veículo já havia entrado no estacionamento danificado, isto porque não foi encontrado nenhum resíduo de tinta no local indicado pelo autor como do abalroamento e por esse motivo se negaram a reparar o conserto.

Conforme a sentença “É certo, por outro lado, que o réu poderia provar a inveracidade dos fatos descritos na inicial, por exemplo, através da juntada de cópia dos registros das câmeras de segurança do estabelecimento, ônus do qual se desincumbiu. Frise-se que como já fartamente repisado, no caso dos autos, o ônus da prova cabe a ré e não o contrário, como faz crer em sua peça contestatória”.

Portanto, se não existe prova de que o autor já tenha ingressado no estabelecimento com o veículo danificado, tem o local a responsabilidade pelos danos causados aos veículos em seu estacionamento. No entanto, o pedido de danos morais foi negado, pois embora a colisão do veículo dentro do estacionamento da ré gerou desconforto não houve a caracterização de danos morais.

Homem é socorrido em festa com faca cravada nas costas e levado a hospital
Um homem de 39 anos deu entrada no pronto-socorro da Santa Casa de Campo Grande na tarde deste domingo (13) com uma faca cravada em suas costas, resu...
Subsecretaria abre inscrições para curso de Voluntariado em Campo Grande
A Subsecretaria de Políticas para a Juventude de Campo Grande realizará seleção de voluntários jovens para participarem de curso de voluntariado que ...


Certinho, na hora de cobrar, eles sabem né? intaun nada mais justo que se responsabilizarem por danos, que coloquem cameras em todo o estacionamento, para identificar os infratores, e não sobrarem para eles, se bem que o que fazem com os valores cobrados? já que entram milhares de carros lá? tinha que ser um direito nosso estacionamento.
 
ELENICE SANTOS em 23/02/2013 11:01:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions