A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/07/2016 15:45

Suspeita de assassinato está grávida e fugiu do local do crime de mototáxi

Polícia ainda procura por Thamara Arguelho que matou jovem de 18 anos com tiro na cabeça

Anahi Zurutuza e Guilherme Henri
Thamara está sendo procurada pela polícia (Foto: Reprodução/Facebook)Thamara está sendo procurada pela polícia (Foto: Reprodução/Facebook)

Thamara Arguelho de Assis, 21, a suspeita de matar a jovem Victoria Correia Mendonça, de 18 anos, na madrugada de terça-feira (19), na Vila Popular, em Campo Grande, está grávida do rapaz que seria o pivô do crime, segundo a delegada Rozely Dolor Galego. A responsável pela investigação ouviu na manhã desta quarta-feira (20), a mãe e a avó da suspeita, que até o fechamento deste texto continuava foragida.

Além das duas familiares de Thamara outras quatro pessoas prestaram esclarecimentos na 7ª Delegacia de Polícia, dentre elas o mototaxista contratado para tirar a assassina do local do crime. “Ele compareceu para depoimento e disse que não sabia que a jovem havia matado uma pessoa quando foi contratado”.

A delegada preferiu não revelar detalhes sobre se sabe onde Thamara estaria escondida, para não atrapalhar o trabalho da polícia. Mas, o mototaxista foi a chave para localizar a suspeita.

Rozely revelou ainda que para encerrar as investigações precisa encontrar Thamara e a arma usada para atirar na cabeça de Victoria. “Estamos fazendo buscas”, disse.

Delegada diz que investigação está quase encerrada (Foto: Guilherme Henri)Delegada diz que investigação está quase encerrada (Foto: Guilherme Henri)

Crime – Thamara é mãe de um menino de 5 anos e foi indicada como autora a partir do relato de uma testemunha que presenciou a cena do crime.

Pelo Facebook, a suspeita xingou e fez ameaças à vítima Victoria por várias vezes. A suspeita acumula também passagens por porte de arma, lesão corporal e tráfico de drogas.

A jovem de 18 anos foi morta na rua Luiz Bento, na Vila Popular – região oeste de Campo Grande. Victoria foi atingida por um tiro na nuca, que saiu pela orelha esquerda.

Outros quatro tiros foram disparados, mas não acertaram a moça. Ela não resistiu ao ferimento e morreu na hora. O pai da vítima é guarda municipal e estava dormindo em um quarto da casa no momento do crime.

Victoria e Thamara teriam se relacionado com o mesmo rapaz e o crime teria sido motivado por ciúmes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions