A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/02/2015 14:06

Suspeito de matar homem a tiros alugou casa para mulher da vítima

Ricardo Campos Jr.
Local em que o crime ocorreu ainda tem marcas de sangue (Foto: Marcos Ermínio)Local em que o crime ocorreu ainda tem marcas de sangue (Foto: Marcos Ermínio)

A casa onde Natal Machado da Silva, 29 anos, foi morto a tiros na tarde de sexta-feira (6) havia sido alugada pelo suspeito, identificado como Romário Paez Cardoso, 59 anos, na metade de janeiro. Na época, segundo uma testemunha que não quis ser identificada, ele namorava Suzy Darlen Rodrigues Gonçalves e fez o contrato com pagamento adiantado para que a companheira tivesse onde morar com os três filhos pequenos.

Ela havia sido casada com a vítima e estava separada. Duas das crianças, inclusive, eram filhas de Natal, conforme o morador do bairro. Há uma semana, ainda segundo a testemunha, o casal reatou e ficou morando no imóvel que Romário havia bancado.

“Na quarta-feira eu vi Natal na casa da Suzy. Eu perguntei se ele a conhecia e respondeu que era marido dela. Achei estranho, mas preferi não comentar. Ela quase não saía na rua”, relatou o morador ao Campo Grande News.

“Vi a hora em que Romário vinha vindo pela rua. Eu disse que precisava falar com ele. Respondeu ‘vou ali resolver um negócio com ela’. Escutamos os disparos. Ele saiu andando e disse que já estava resolvido. O crime foi praticamente na frente das crianças. Suzy foi embora na viatura e até agora não apareceu”, relata.

Segundo o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), exame apontou que Natal foi atingido por três tiros, sendo dois no rosto e um no peito. O corpo já está liberado, mas até o momento nenhum parente compareceu ao local para a retirada.

Conforme o boletim de ocorrência, Suzy relata que Romário chegou ao local pedindo que ela saísse. A mulher pegou os filhos e saiu correndo. Pouco depois escutou um disparo, olhou para trás e viu Natal caído no chão. Não satisfeito, o suspeito atirou mais vezes.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas a vítima já havia morrido. A mulher relatou à PM (Polícia Militar) que teve um relacionamento amoroso com Romário, mas acabaram rompendo, porém a acusado não aceitou o término, com isso ele começou ameaçar a ex-esposa e a vítima de morte.

Homem expulsa três filhos de casa e executa namorado da ex-mulher
Um homem foi morto a tiros na tarde de ontem (6) pelo ex-marido da atual namorada no Bairro Nova Lima, em Campo Grande. A suspeita é de que Romário P...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions