ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Suspeitos de executar jovem a mando de presidiário são presos no Guanandi

Com eles foram apreendidos porções de maconha, cocaína e a pistola provavelmente utilizada no crime

Por Viviane Oliveira e Bruna Marques | 01/04/2021 10:47
Movimentação de policiais no local do crime (Foto: Paulo Francis)
Movimentação de policiais no local do crime (Foto: Paulo Francis)

Três homens identificados apenas como Caio, Fabiano e Thiago foram presos sob suspeita de envolvimento na execução de Luiz Felipe da Silva, 22 anos, na tarde de ontem (31), na varanda da casa na Rua Antônio Meirelles Assunção, no Jardim Tijuca, em Campo Grande.

Eles foram pegos na madrugada desta quinta-feira (1º) por policiais do Batalhão de Choque. Durante a ocorrência foram apreendidas porções de maconha, cocaína e a pistola calibre 380, provavelmente utilizada no crime.

Depois de receber a informação de que os atiradores fugiram em um Fiat Uno, de cor cinza, equipe do Batalhão de Choque passou a fazer buscas na região, quando avistou um homem, identificado apenas como Thiago, entrando numa casa onde o carro com as mesmas características estava estacionado, na Travessa Coribe, no Bairro Guanandi II.

Ele foi abordado e ao ser questionado quem era o dono da casa, demonstrou muito nervosismo e respondeu que morava ali com um amigo de 22 anos. Em razão da suspeita, os policiais entraram na residência e acabaram encontrando na cozinha 4 porções de maconha e 3.368 papelotes de cocaína.

Arma, provavelmente utilizada no crime, foi apreendida (Foto: Batalhão de Choque)
Arma, provavelmente utilizada no crime, foi apreendida (Foto: Batalhão de Choque)

Ao ser indagado novamente sobre o carro, Thiago disse que o amigo havia emprestado para três rapazes identificados como Gordinho, Neguinho e Magrelo e indicou o endereço deles, na Rua Damianópolis.

Na sequência, foram localizados Caio César, de 34 anos, conhecido por Gordinho, e o primo dele, dono do imóvel. Ele confessou participação no assassinato, conforme a polícia, entregando aos policiais o carregador da pistola contento 3 munições intactas.

O outro envolvido no crime, Fabiano de 20 anos, o Magrelo, também foi localizado pela equipe. Ao avistar os policiais, ele tentou fugir, indo para a casa da mãe, mas acabou capturado e preso logo depois em cima do telhado de uma residência na Rua Xavier de Toledo. O rapaz assumiu, segundo a polícia, a participação no homicídio. A pistola foi encontrada enterrada na casa da irmã de Fabiano. Assista, abaixo, ao vídeo da droga apreendida e da pistola enterrada.

Mandante - Testemunha que prestou depoimento à polícia nesta quarta-feira (31) acredita que Luiz Felipe foi executado a mando de um presidiário identificado como Thiago Paixão, o Chefão do Bairro. O assassinato estaria relacionado à disputa pelo tráfico de drogas na região do Tijuca. O caso segue sob investigação da 6ª Delegacia de Polícia Civil.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário