A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

08/04/2011 14:39

Taxa de consulta para clientes da Unimed vai aumentar a partir de maio

Ricardo Campos Jr.

Clientes já receberam comunicado a respeito do assunto

Documento diz que a co-participação será cobrada sem liberalidades. Cliente que entrou em contato com o plano diz ter sido informado sobre o aumento.Documento diz que a co-participação será cobrada sem "liberalidades". Cliente que entrou em contato com o plano diz ter sido informado sobre o aumento.

A partir do próximo dia 1º de maio, a taxa cobrada nas consultas aos usuários dos planos de saúde da Unimed vai ficar 38,88% mais cara. O valor fixado atualmente é de R$ 18 e passará a R$ 25. O aviso aos clientes se deu por meio de um termo de ciência, enviado no último dia 29 de março.

O valor desembolsado pelos clientes é somente a metade do que é pago ao médico. O restante fica por conta do plano de saúde. A isso se dá o nome de co-participação.

No texto da correspondência, a empresa reitera que esse percentual é determinado por contrato e que a partir do mês que vem “(...) eventuais liberalidades serão suspensas e a cobrança será feita normalmente”.

Intrigada pelo que seria a suspensão dessas liberalidades, a administradora Eliane Dias Terra Ferzeli, 41, que é usuária do referido plano de saúde há 4 anos, resolveu então entrar em contato com a Unimed para saber do que se tratava.

“Segundo ela me disse, durante esses quatro anos a consulta iniciou com R$ 36, foi para R$ 40, mas sem refletir para o usuário. Aumentaram a consulta para o médico, mas o usuário não tinha tido reajuste. Agora a Unimed vai fazer valer o que esta no contrato”, disse a administradora.

Ela diz que considera o acréscimo ruim, mas reconhece que não vai ter alternativa senão acatar a mudança. “Se realmente esta no contrato eles estão fazendo o que eles têm direto”, disse Eliane.

O mesmo termo de ciência também foi encaminhado para as empresas que oferecem o plano de saúde da Unimed para os colaboradores. Uma das orientações que o documento dava para as companhias era de que essas informações fossem repassadas aos funcionários.

A alteração deixou a analista administrativa e financeira Glauce Barbosa Martins, 37 anos, descontente. “Achei muito caro”, disse.

Reflexo - O aumento repentino deixa os usuários cheios de dúvidas. Apesar de a data do comunicado ser anterior ao protesto realizado ontem (7) pelos médicos por melhores condições de trabalho, o que incluía um mínimo de R$ 80 por consulta, os clientes questionam o acréscimo depois de 4 anos de “vista grossa“.

“Pode ser que seja por causa do protesto. Se for é um absurdo porque é uma coisa entre eles e a Unimed. Eu acho que teria que tirar o valor a ser repassado para os medidos tinha que sair do valor que a gente paga para a Unimed”, afirma Glauce.

O Campo Grande News procurou a assessoria de imprensa da Unimed em Campo Grande para saber a respeito da alteração no valor da consulta, que no caso passaria a R$ 50 repartidos entre a empresa e usuário.

Entretanto, foi informado que o responsável pela gerência de mercado, que trata desse assunto, estava em reunião com todos os funcionários do setor e, portanto, não poderia passar nenhum dado a respeito.

Foi prometido retorno até o fim da manhã, o que não aconteceu até o fechamento desta reportagem.

Reivindicações - Ontem durante a coletiva com a imprensa sobre a paralisação nacional da classe, o presidente do Sindicato Médico Marco Antônio Leite foi questionado a respeito da possibilidade de acréscimo nas mensalidades e taxas dos usuários dos planos de saúde.

“Eu acho que aí cabe ao poder público intervir”, disse.

Pela manhã, um dos diretores do sindicato João Batista Botelho de Medeiros foram encaminhados aos planos de saúde, hospitais particulares e ao poder público um ofício solicitando uma reunião para possíveis negociações.

Ele explica que a direção nacional do movimento médico por melhores condições de trabalho definiu um prazo de 2 meses para que se chegue a um consenso.

Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Eu acho que os médicos tem que receber mais mesmo, aliás, todos os profissionais conveniados deveriam ser mais valorizados... O que está errado é repassar para os clientes, como se eles não tivessem condições de arcar com as despesas. O povo tem que protestar, assim como os médicos e assim como a própria UNIMED, que sempre da um jeito de negar a cobertura a determinados tratamentos, como aconteceu há alguns dias e foi multada.
 
Luciana Seraphim em 09/04/2011 07:26:44
Acho tudo isso uma verdadeira sacanagem, vamos pensar: Um indivíduo que pode pagar um plano de saúde digamos de R$100,00 (cem reais) ao mês, se fizer uma poupança programada no final do ano terá sem os juros, R$ 1.200,00 (Mil e duzentos reais), a grande pergunta é você usa seu plano de saúde todo o mês?isto é somento um exemplo, faças tuas contas, veja seu dependentes. Na maioria das vezes o médico passa uma receitinha e tá tudo bem.Eu sei o que você esta pensando e aquele exames carissímos, simples..... mediante uma taxa muito pequena podemos fazer pelo SUS, basta procurar a secretaria de saúde de seu município, é direito de todos e obrigação dos Estados e Municípiose e Federação. E também uma forma de acabarmos com esses cartéis que exploram a saúde, digo nos exploram atravéz da saúde.
 
Gustavo José Aidamus Rasslan em 09/04/2011 06:38:50
Cada vez mais aumenta a co-participação, reduz-se o numero de procedimentos oferecidos, pressiona os médicos pedirem menos procedimentos e glosa outros. Tudo isso para fazer caixa e locupletarem-se as custas dos associados.
 
Ari Vargas Leal em 08/04/2011 11:45:57
Sou "usuário" desta instituição que se intitula plano de saúde UNIMED, UNIÃO DE MÉDICOS, pelo menos é o que parece ser, porém, quando minha esposa foi ter filho, paguei como particular e ainda passaram este cartão que pago um valor absurdo pelo que se julgam fazer, hoje, após esta pré-greve dos médicos, me senti um perfeito tolo, pagando alto por um serviço tão baixo, estou me sentindo um côrno da saúde, isto posso dizer com toda propriedade, porque me sinto o terceiro, sendo que comunguei com o primeiro e não fui correspondido, isto é um interesse entre partes interessadas, e que o filão é que esta pagando o pato, minha mãe é idosa, paga um valor absurdo, e mesmo assim, utilizando pela idade que tem, pouco precisa deste sistema de saúde e ainda assim, tem que pedir autorização para exames que no particular teriam valores pífios pelo que paga mensalmente, por isto digo: "Para que valores que não se justificam", e outra, o que os usuários tem a ver com as pendengas entre as partes.
 
Edgar Scaff em 08/04/2011 11:13:50
Sou usuario(assim como esposa, filhos e pais) e prestador de serviço da Unimed, infelizmente a empresa só vê o lado dela, pois todo ano pago aumento da mensalidade e há mais de 4 anos não tenho aumento na minha prestação de serviços, que é fisioterapia. Um atendimento me repassam R$ 9,00 brutos, independentemente de quantos procedimentos eu fizer, ou seja, se uma pessoa tem dor em tudo, teoricamente tenho que atender tudo por esse valor. Alguns pacientes ficam até 2 horas fazendo fisioterapia, já fiz consultas médicas de 10 segundos, não digo que todos atendem rápido demais, mas sei que somente uma minoria atende pelo menos 20 minutos, com atrasos de 2 horas em média. Eles (os médicos) é que tão certos de reclamarem pelos direitos deles, infelizmente minha classe é muito desunida e desinteressada, ficando nessa mesmice...
 
marcos ito em 08/04/2011 10:23:31
Realmente a unimed precisa melhorar e muito colocando médicos bom, e que tem horario para atender, porque vc não pede para ficar doente, quando precisa de um médico só tem vaga daqui a 60 dias, até lá vc já morreu, se paga um plano caro tem que ter médico disponivel na hora que vc precisar, se pagar particular tem vaga pelo plano só daqui dois meses, isso não tá certo. se pagamos um preço alto pelos menos tenha médico na hora que vc precisa.
saúde no brasil na feia, só Deus para olhar por nós.
 
Edinalva dos santos em 08/04/2011 10:14:24
Estamos no país mais rico do mundo, mas o povo merece os governos que tem e os abusos que sofrem: somos estorquidos no preço da gasolina, nos impostos, a carga tributária é um absurdo, os juros nem se fala.
Nossa cultura é a da reclamação, mas ninguem da a cara pra bater, a sociedade é muito individualista, cada um pra sí, ninguem se une pra defender os interesses das classes nem das comunidades, nossos sindicatos e associações e até mesmos os dirigentes de instituições estão mais preocupados com o status, os privilégios e na grande maioria das vezes, com o curriculum para uma possível disputa eleitoral, mas ninguém se dispõe liderar nas suas bases e suas categorias, seus conselhos e suas associações e até mesmo em defender os seus direitos.
Por isso vemos tantos abusos, todos acabam sendo penalizados pelos governos, pelos impostos, pelas taxas e pelas obrigações assumidas na busca de direitos fundamentais, como a saúde, educação e até mesmo seguransa,tercerizada pelos governos omissos, na contrapartida. Governos, concessionárias de serviços públicos e emprezas de prestação de serviços carterizadas, fazem o que querem, a exemplo do governo, cobram e não prestam os serviços prometidos impunimente.
Até quando aguentaremos tudo isso?
 
Vilson Buzzio Hernandes em 08/04/2011 09:34:25
Eu pago um plano de saúde desses, hoje quando se vai agendar uma consulta, o médico ou dentista quer agendar para daqui a vinte dias, 30 dias, já me falaram em até 40 dias!!
Ora bolas, prá que eu pago isso? Então já estou decidindo procurar médico nos postos de saúde pelo SUS e vou economiazar o dinheiro que regiamente mês a mês o plano de saúde me come. Agora, o porque que isto está contecendo eu não sabia, agora com o protestos dos profissionais da saúde, fiquei sabendo. Estou caindo fora e recomendo que todos façam o mesmo; vou por o dinheiro na poupança.
 
Ivo Serra em 08/04/2011 09:30:56
Não concordo com estes comentarios acima, por que para se promover saúde hoje em dia, acho que os planos de saúde tem que ter uma base solida para que a qualidade do atendimento seja a melhor, eu apoio a Unimed Campo grande em obter este ajuste, isto trará muitos beneficios para a sociedade... Lembrando que a Unimed sempre promoveu e apoiou a responsabilidade social, tendo como objetivo oferecer a saúde para a comunidade. Sou cliente desde 2007...
 
Vinicius Pires B. da Silva em 08/04/2011 09:21:32
Essa unimed é brincadeira, cobra um absurdo pela mensalidade dos seus planos, e os associados são obrigados muitas veses recorrer a justiça para garantir os seus direitos, a exemplo da Sra. a quem a unimed foi obrigada a pagar uma indenização por ordem da justiça local, cobra um tal fator moderador pelas consultas além da mensalidade carissima, pra onde está indo o dinheiro das mensalidades? será que estão usando nosso dinheiro pro tal banco da unicred? porque um plano de saúde tem atuar no ramo fiananceiro? alguma coisa errada tem aí, realmente tá na hora das autoridades fazerem coisa, cade os nossos representantes?
 
Luiz Mario em 08/04/2011 07:37:52
Acho que agora quem tem que fazer a paralização somos nós na porta da unimed, Pois para aumentarem o valor de repasse, não bastou só aumentar o plano querem aumentar esse tal de participativo. Cadê o ministerio publico? Alguem que possa pelo menos olhar por isso, ou teremos que nos sujeitar mais uma vez a tudo que toda essa classe que somente domina faz. Resumindo, mais uma vez quem paga somos nós.
 
Frederico Paniago em 08/04/2011 07:08:12
é só fazermos as contas. Para minha mãe(q tem mais de 60 anos) pedem mais de 500,00/mês. A unimed nem aceita quem tem mais de 70. Fizemos as contas e não compensa. Fazemos um mix de pax com particular e SUS. Ela tem sido bem atendida no geral. Ainda Existem médicos coerentes que cobram entre 80,00 e 120,00 a consulta, a qual pagamos com satisfação, pois sabemos que ela será bem atendida. O correto é a população exigir melhoras pelo SUS e boicotar esses planos, que convenhamos é uma enganação. e tb médicos que se acham Deuses e cobram mais de 300,00 por consulta. Vamos procurar alternativas. Outra coisa: chega de qq febre de bebê por causa de dentes nascendo por exemplo correr p médicos. Vamos buscar os chás, os tratamentos alternativos e preventivos. Esse modelo é falho, até por que tem muita gente fazendo curso de medicina visando apenas os R$.
 
REGIANI AP ALEXANDRE em 08/04/2011 06:47:50
E durante todos esses anos em que a Unimed aumenta os planos por que nao foi repassado aos medicos, sou cliente do plano desde 1979 e no ano de 2008 fizeram assinar um novo plano porque o antigo nao teria mais validade, pagava 200,00 reais por mes e agora pago 850,00, a Unimed de hj nao chega aos pes da antiga hj virou cabide de emprego de muita gente, para ser presidente gasta-se igual para ser vereador ou deputado, POR QUE SERÀ, náo e uma associação dos medicos, onde vai o lucro? e o bco esta dando lucro?acho que o poder publico poderia olhar isso tambem.
 
odair rosa em 08/04/2011 05:05:06
Sou profissional da Saude e nao estudamos e pagamos caro em uma universidade para vir o convenio e nos pagar uma merreca, voces pagam tão caro para os convenios e eles tem que ver o lado do profissional, apoio os medicos e todos os profissionais que atendem convenios!!!!!! vamos mudar isso já!!!!!
 
Fabiana Lopes em 08/04/2011 04:46:05
Isso é um absurdo, ja sabia que essa paralizaçao ia sobrar pro consumidor, ja estavam cobrando fator em atendimento de urgecia, agora vou cobrar mais caro fazem isso porque nao tem concorrecia, deitam e rolam
 
Rafael Ihorio em 08/04/2011 04:32:30
Mais uma vez a população paga pelos outros, a Unimed que tem um serviço considerado raro e ruim, aumenta por conta de um protesto de médicos que só querem lucrar, lucrar e lucrar e o atendimento fica óó......... daquele jeito.
 
José Carlos Silva em 08/04/2011 03:45:26
Isso é um absurdo, essa era a intenção dos médicos, o valor do convênio ja é um absurdo, e agora mais esse aumento no valor pago da consulta, realmente não da pra entender, se era essa a intenção dos médicos com a paralização nessa quinta, Parabéns! O jeito é continuar pagando essa porcaria, ja que aqui nesse estado não da pra saber o que é pior, se é SUS ou esses convênios porcarias, que só pensam em aumentar os valores e o atendimenrto continua defasado!
 
Bruna Carla Ferreira Cruz em 08/04/2011 02:48:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions