A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/03/2013 12:59

Temporal frustrou sonho de formatura planejada durante quatro anos

Paula Maciulevicius
Muita gente saiu do clube. Polícia e bombeiros estiveram no local. Muita gente saiu do clube. Polícia e bombeiros estiveram no local.
Restos do gesso que desabou foram amontoados em um canto do salão. Restos do gesso que desabou foram amontoados em um canto do salão.

“Foram quatro anos de espera, a gente pagou por isso”. “O sonho que virou pesadelo”. As declarações são de formandos do curso de Administração da Anhanguera/Uniderp que viram na madrugada deste domingo, por volta da 1h da manhã, o baile de formatura não acontecer depois que o teto do buffet Ondara Palace desabou.

A festa tinha começado há menos de 2h e os acadêmicos nem se quer tinham entrado para a valsa, mas pelo salão várias goteiras já caíam até que se ouviu um barulho e o tumulto pela queda de parte do gesso em um dos cantos, em decorrência do temporal deste sábado. A meteorologia registrou 50,8 milímetros de chuva intensa na região do Parque dos Poderes, onde fica o buffet.

A presidente da comissão de formatura, Jenifer Dantas, 22 anos, conta que estava chamando os formandos para fazer a fila de entrada quando viu a confusão e as pessoas apontando para o fundo. “Graças a Deus não machucou ninguém, não tinha mesa ali. A gente já estava sentindo vários respingos, mas ninguém imaginava que fosse cair o teto”, relata.

Segundo ela, depois disso os formandos localizaram o gerente responsável pelo buffet e chamaram os bombeiros. O Ondara sugeriu de isolar a área e continuar a festa, no entanto os bombeiros avaliaram a situação e pediram o cancelamento do baile e a interdição do local.

“Nesse momento tinham vários outros pontos escorrendo água, pelas paredes laterais e o palco. Isolar estava fora de cogitação, os convidados estavam assustados, tinha gente molhada e todo mundo com medo do restante do gesso”, descreve.

Os formandos procuraram pela empresa Multicolor, que prestou assessoria à turma para as festas. “Eles disseram que não tinham responsabilidade sob as vistorias dos bombeiros e nem sobre infiltrações no prédio e o buffet falou que não tem culpa pela chuva que caiu”.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, dois quartéis foram deslocados para atender a ocorrência, do Coronel Antonino e do Parque dos Poderes, à 1h da manhã.

Ao todo eram 29 formandos que não tiveram festa e saíram do que seria o baile de formatura sem resposta. O formando Hélio Nugoli, 39 anos, estava com 20 familiares em casa que vieram do interior do Estado.

“A gente espera quatro anos para se formar, chega no dia do baile ansioso, os familiares vieram do Sul, de Dourados como os meus, de Santa Catarina. Realmente o pessoal ficou chateado”, disse.

Para ele o problema foram as calhas que não suportaram o volume e a força da água. “Faltou ou teve erro de projeto na estrutura, que não suportou tanta água e infelizmente tivemos que cancelar nosso evento, acabou com a nossa festa”, desabafou.

Nesta segunda-feira os formandos vão se reunir na universidade para discutir as providências que serão tomadas. A comissão de formatura vai pegar com os bombeiros o laudo de avaliação do local neste sábado.

O Campo Grande News tentou contato com o buffet Ondara durante toda a manhã, mas não houve retorno. Já a representante da Multicolor informou que não poderia se manifestar e que apenas o responsável pela empresa falaria sobre o caso amanhã.

 

Formandos, convidados e bombeiros.Formandos, convidados e bombeiros.
Funcionários limpam o salão.Funcionários limpam o salão.


Rodolfo Lopes desde quando Administração não é um curso decente? Vc deve ser o top do profissional pra tá falando mal da escolha da profissão das pessoas ou é um filhinho de papai q nunca passou perto de uma universidade!
Vai arrumar algo útil pra fazer na sua vida!
 
Sabrina Barbosa em 25/03/2013 22:57:17
Lastimável situação, estive presente na festa e de fato haviam rachaduras no teto e como chovia muito, poças d´ água se formaram no local e escorria água pela parede, uma espécie de infiltração. Percebi a situação e chamei uma pessoa, funcionária do Buffet e pedi que as lâmpadas decorativas fossem desligadas, pois estavam em contato com as goteiras e poderiam causar um curto circuito, o que de pronto foi feito. Quando fui retornar, o teto desabou por pouco não nos machucamos eu e a funcionária do Buffet e quando começou a gritaria e a festa fora interrompida. Espero que providências sejam tomadas o mais rápido possível, pois os formandos juntamente com a comissão de formatura merecem o devido respeito com uma solução que seja conivente para todos!!!
 
Caroline Almeida de Souza em 25/03/2013 20:34:13
Caros formandos , realmente é uma fustração interromper um baile de formatura , mas como empressario do mesmo ramo tenho que parabenizar o Sr. Paulo propietario do bufft que mesmo sabendo que interronpendo o baile ele ficaria a merce de algumas pessoas que vão querer tirar proveito com indenizaçoes , ele optou em cançelar o baile presando assim pela segurança de todos seus clientes , e nao negou em realizar uma nova formatura podendo assim com seguraça realizar tão sonhado baile de formatura , e claro que vão ter parentes que nao vão poder dispor de nova viagem , mas amados formandos a segunça de todos é mas importante , colocamos a mão na conciencia antes de julgar e condenar um empresario que esta no ramo a tanto tempo e que ja realizou sonhos de milhares de convidados .Parabens Ondara
 
Flavio Leme em 25/03/2013 09:38:07
Agora a culpa é de Deus me poupe e me economize....
 
Samuel dias em 25/03/2013 09:33:16
seguir em frente , pois isso poderia acontecer em qualquer lugar.
 
Aline Gois de Souza em 25/03/2013 09:17:45
Nossa sr. Fábio, já esta de olho gordo com as desgraça de um empresário, no mínimo você é um advogado, nem esperou as autoridades competentes falar do caso, já esta vendo oportunidade de isufruir da situação. Bem que isso não poderia ter acontecido, mas como tudo acontece, pode ter certeza, todos nos sempre temos alguma coisa que acha que não iam ou não poderia acontecer. Vamos esperar pelas autoridades competentes pelo caso e pelos organizadores manifestar suas preocupações e soluções para o caso.
Não sei, nem nem quem são os organizadores e formandos, mas não importa, temos ter ser coerente e sincivel ao momento como este, a menos, o prejuizo só foi material, com a Graça de DEUS, todos estão bem para retornar em outra data.
 
Thiago da Silva em 25/03/2013 09:04:44
Neste caso cabe uma indenização por danos morais e materiais, intentada tanto por cada formando como por todos em uma ação de litisconsorcio ativo. Pois esta claro que varias pessoas da familia dos formandos se programaram para vir de outra cidade para formatura do parente, que por um motivo de falha da construção do local da festa (haja visto que nenhum outro clube teve esse problema com a chuva que foi generalizada), e agora além de não assistir a formatura ainda terá que ou remarcar ou faltar a proxima festa a ser agendada pelos formandos. O dano já foi configurado. A melhor alternativa seria que cada aluno procurasse um advogado de sua confiança e entrassem com a ação.
 
fabio humberto de s. barbosa em 25/03/2013 07:43:42
A culpa não foi de temporal e sim de falta de planejamento do local. A cunstrução desse local nem pode dizer que teve engenharia ou mestre de obra disso. O Nível da minha casa, eu sei se poderá correr risco de entrar agua durante um temporal. Se ocorrer um problema, tenho que ficar quetinho, foi erro de planejamento meu......
 
luiz alves em 25/03/2013 07:24:34
Começaram bem a profissão, com a oportunidade de ADMINISTRAR uma situação de emergência e frustração.

E quem sabe ADM uma bela indenização.
 
Antonio M. Lucas em 25/03/2013 00:28:07
Contra Deus, ninguém pode!
 
André Luiz em 24/03/2013 21:42:27
Sacanagem eim!!!
 
Fernando Massocatto em 24/03/2013 20:20:17
Guardem o dinheiro para quando vocês se formarem num curso decente! rsrs
 
Rodolfo Lopes em 24/03/2013 19:05:37
E os formandos e a família deles também não tem nada a ver com isso. Pela chuva tudo bem, ela é de Deus e tras coisas boas. mas uma estrutura como essa precisa estar sempre em dia. São festas quase todos os dias, quando eles fazem manutenção. O corpo de bombeiros deve fazer o mesmo que fez com as casas de show. Sou a favor de ter outra festa.
 
angela alencar em 24/03/2013 18:44:14
o bernal é culpado!
 
sergio falei em 24/03/2013 17:33:05
Santa Maria, Ondara Palace, etc. Todo mundo querendo se dar bem no Brasil de hoje,. Exemplos e que não falta.
 
Marcio Carvalho em 24/03/2013 17:07:29
“Foram quatro anos de espera, a gente pagou por isso”. “O sonho que virou pesadelo”.
Pesadelo mesmo seria se o acidente tivesse resultado consequências mais graves, com mortos e feridos. Sem prejuízo de possíveis ações judiciais para reparação de eventuais danos, a festa, como já disse o dono do espaço, sera reagendada. Claro que isso é triste e desagradável, mas poderia ser ainda pior. pensem nisso?
 
Fernando Silva em 24/03/2013 16:53:25
acho q se tivesse acontecido uma tragedia onde alguem se ferisse ou ate mesmo perdesse a vida estaria mais satisfeito esses formando q ta reclamando q trouce ate a familia de longe !!! acho q eles tem q agradecer a Deus por nao terem ferido ninguem, e formatura pode acontecer de novo é o meu pensar !!!!
 
layane pereira em 24/03/2013 15:06:48
É claro que o buffet tem responsabilidade. A ocorrência desse problema é decorrente, ou de uma má construção ou de falta de manutenção.
Não se pode culpar a chuva por isso.
Casa bem construída não entra água.
Portanto senhores proprietários do Hondara, tenham a humildade de reconhecerem o erro de vocês e banquem nova festa afinal, vocês receberam para isso.
Ficará muito chato vocês fugirem da responsabilidade.
 
MARCELO FERNANDES em 24/03/2013 13:45:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions