A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/10/2015 09:15

Toda terça, cães transformam a hora da visita de crianças internadas no HU

Juliana Brum
Felizes as crianças internadas brincam com os cachorrinhos quebrando a rotina da internação ( Foto - Fernando Antunes)Felizes as crianças internadas brincam com os cachorrinhos quebrando a rotina da internação ( Foto - Fernando Antunes)

Comprovado cientificamente que os cães tem poder de ajudar na cura de doenças, o HU (Hospital Universitário) e veterinários da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) levaram o Projeto "Cães Terapia" para a ala pediatria na tarde desta terça-feira (6).

E, a partir de agora, toda terça, as crianças vão receber a visita dos cachorrinhos de raça dóceis como: Shitsu e Bul Dog Frances. O objetivo é ajudar na adaptação e no tratamento das que já estão hospitalizadas por algum tempo.

Segundo o turismólogo e um dos participantes do projeto, Vlademir Senna, 45 anos, já é possível ver alguns resultados positivos com o programa, implantado há uma semana. Ele cita a melhora na aceitação com a medicação e muitas crianças se alimentaram melhor após a visita dos pets.

"Muitas crianças que já estão há tratamento e sentem falta de seus bichinhos de estimação ao ver os caãezinhos se animaram e provaram que a terapia canina tem muita eficácia" contou Vlademir.

A veterinária da UCDB, Magyda Moussa, 34 anos, contou que, para cada tipo de paciente, costuma levar diferentes raças. Para o projeto no HU, os animais escolhidos são o shitsu e o Bul Dog Frances, que gostam de crianças.

"Minha experiência é que no dia em que há a atividade, as crianças se alimentam melhor, ficam mais animadas e ficam ansiosos na espera do cachorros" afirmou Magyda comemorando o sucesso do projeto no hospital.

Ela contou que a UCDB já executa este tipo de ação desde o começo do ano na Capital com diferentes entidades.

Clesiane, 6 anos, está internada há 15 dias e faz tratamento para o rim. Ele estava apaixonada pelos cachorrinhos. Segundo a mãe, Clevenas, 34 anos, teve uma melhora significativa porque já estava com saudades de casa e do cachorro de estimação, chamado "Negrinho". "Eu amo cachorro e eles me lembram o meu negrinho" contou Clesiane.

Na enfermaria João Vitor da Silva, 11 anos sorriu ao ver os cachorrinhos entrarem na enfermaria e aprovou a visita dos animais, lembrando de sua cadelinha Pincher chamada "Chiquinha".

"Eu acho ótimo este tipo de terapia, ainda mais porque nós temos cachorro e amamos animais.Eu creio sim que melhora na auto estima das crianças e pacientes no geral" falou Cleonice Costa da Silva, mãe de João.

Segundo o idealizador este projeto é o primeiro de diversos outros que levarão entretenimento para as crianças, incluindo sala de cinema, e outras ações de lazer para dentro do hospital.

Este é o primeiro projeto com animais no Hospital e pacientes aprovam (Foto - Fernando Antunes)Este é o primeiro projeto com animais no Hospital e pacientes aprovam (Foto - Fernando Antunes)
A pequena Clesiane adorou a visita porque lembrou se seu cachorrinho ( Foto - Fernando Antunes)A pequena Clesiane adorou a visita porque lembrou se seu cachorrinho ( Foto - Fernando Antunes)
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions