A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/12/2015 11:21

Trailer faz até às 16h teste rápido de HIV na Barão do Rio Branco

Viviane Oliveira e Flávia Lima
Tailer  deve ficar no local até às 16. A partir dos 13 anos de idade, qualquer pessoa pode fazer o teste. (Foto: Fernando Antunes) Tailer deve ficar no local até às 16. A partir dos 13 anos de idade, qualquer pessoa pode fazer o teste. (Foto: Fernando Antunes)

No dia mundial de luta contra Aids, a Sesau (Secretária Municipal de Saúde) colocou um trailer no Centro de Campo Grande, para fazer teste rápido de HIV. O atendimento acontece até às 16h de hoje (1º), na Rua Barão do Rio Branco, ao lado da loja Riachuelo. A partir dos 13 anos de idade, qualquer pessoa pode fazer o teste, que fica pronto em 15 minutos.

Conforme a enfermeira do CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), Mara Alice Bérgamo, antes de fazer o teste é preciso preencher formulário com dados, informações pessoais e da vida sexual. “É por ondem de chegada e para fazer o exame é necessário apenas um furo no dedo. A análise é feita no local mesmo”, explica. No total, oito profissionais da Sesau participam da ação. A expectativa é de que 200 a 300 pessoas façam o teste.

Se o resultado for positivo, a pessoa é encaminhada para que seja iniciado tratamento. Quem quiser fazer outro teste para confirmar, deve procurar o Hospital Dia ou o CTA, locais onde são realizados o tratamento. O teste é aconselhado à pessoas que tiveram relação sexual sem preservativo ou compartilhou agulhas há mais de 30 dias.

A preocupação, hoje, não é apenas com o grupo de risco, mas qualquer um pode contrair o HIV, independente da classe social e idade, por isso a importância de fazer o teste, recomenda a enfermeira. Ela ressalta também que cada organismo responde de uma forma diferente em relação ao HIV. “Tem organismo que demora até 5 anos para apresentar sintomas”.

Para aproveitar a oportunidade, as agentes de atendimento Miriam e Geise resolveram parar no trailer para fazer o teste rápido. “As pessoas tem receio em fazer, porque tem muito preconceito em volta da doença”, afirma Miriam. Já Geise anda prevenida com preservativo na bolsa.

Para fazer o exame é necessário apenas um furo no dedo(Foto: Fernando Antunes) Para fazer o exame é necessário apenas um furo no dedo(Foto: Fernando Antunes)

Atendimento - Em Campo Grande, os testes rápidos podem ser feitos no Cedip, no Hospital Dia, no CTA, da prefeitura, que fica na Rua Anhanduí, s/n e na ATMS (Associação das Travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul). 

 O CTA funciona das 17h às 11h e das 13h às 17h. O telefone é o 3314-3450. No Cedip, as informações podem ser obtidas pelo telefone 3314 8289 e no Hospital Dia, pelo número 3345 3135.

Hoje, somente na Capital 61 pessoas na faixa etária de 35 a 49 estão infectadas com o vírus HIV e que já demonstram sinais da doença. Ao todo, se computadas todas as faixas etárias, esse número sobe para 151 pessoas, de acordo com dados do Programa Municipal de DST/Aids. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions