A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/01/2014 11:11

Travesti reconheceu policiais e armou emboscada que terminou em morte

Graziela Rezende
Ocorrência movimentou grande número de policiais. Foto: Viviane OliveiraOcorrência movimentou grande número de policiais. Foto: Viviane Oliveira

Fingindo colaborar com as investigações, sobre o roubo de jóias e inclusive uma corrente avaliada em R$ 80 mil, o travesti de nome Natália teria dito ao investigador Osmar Ferreira, 39 anos, que poderia entrar no imóvel e que entregaria o objeto. A Polícia foi ao local na noite de ontem (28), no bairro Campo Nobre, porque recebeu a informação de que uma quadrilha estava “negociando” jóias por um valor muito inferior ao do mercado.

Sem utilizar nada que o identificasse como policial e com livre acesso, ele entrou na casa. Osmar, horas antes, ainda tinha ligado para um dos bandidos para negociar a compra da jóia, mas foi reconhecido pela travesti ao chegar no imóvel.

O travesti, conforme o registro policial, pediu a outra pessoa que estava na casa para buscar a corrente no quarto. Na hora da entrega, esta terceira pessoa olhou firmemente para o policial e foi empurrada por ele. No entanto, o travesti o golpeou no pescoço e ele então desmaiou, após ser imobilizado por mais algumas pessoas.

Assim que acordou, ele saiu do imóvel e encontrou Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, já morto. Este policial tinha ficado na esquina, cuidando da movimentação, enquanto o colega tentava recuperar os pertences roubados. Osmar se deparou então com a chegada de viaturas e o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e inclusive informações de que o carro em que estavam, um Palio, foi abandonado quadras a frente.

Já Dirceu, que foi morto com três tiros segundo o delegado Fábio Peró, ainda tentou correr assim que recebeu o primeiro tiro na barriga. No entanto, ele caiu ajoelhado metros adiante e foi alvejado mais duas vezes, na nuca e na testa.

Osmar foi socorrido e deu entrada no Prontomed da Santa Casa, às 5h59, sendo liberado horas depois. Já Dirceu deixa uma filha. O velório acontece neste momento, na rua Dolor Ferreira de Andrade, esquina com a 13 de maio, no Bairro São Francisco.

Flagrante - A Polícia registrou a ocorrência como homicídio doloso qualificado por assegurar a execução, a ocultação, impunidade ou a vantagem de outro crime, além de furto, lesão corporal dolosa, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, receptação e resistência e finaliza o flagrante na manhã desta quarta-feira (29), na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Policial foi morto ao investigar roubo de joias avaliadas em R$ 80 mil
O policial Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, foi morto durante investigação sobre roubo de uma corrente avaliada em R$ 80 mil. A informação foi d...
Homem é ferido a tiro em saída de pagode no Bairro Taquarussu
Giovani Rodrigues Barbosa, 22 anos, foi baleado no tórax na saída de um pagode, na madrugada deste domingo (18), na Avenida Presidente Ernesto Geisel...
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...


Samuel, você perdeu a oportunidade de ficar calado. Num momento de profunda dor para a família do Dirceu e para própria família da PC, que sofre enlutada a falta desse nobre policial. Outra coisa, não entendi o seu preconceito em relação aos Travesti. Afinal, criminosos existem em todas as profissões e orientação sexual. Você gostaria, que alguem falasse que todo Indío é preguiço, oportunista e alcoolatra??? não, né??? pois é, sei também que nem todos são o que citei, por isso não generalizo...depois falam do tal preconceito, se alguns são extremamente preconceituosos. Se tem janela de vidro não joga pedra na propriedade do outro SENHOR metido sabe tudo e NÃO sabe nada.
 
Juan Charlymoon em 30/01/2014 08:14:22
Essa "estórinha" tá muito mal contada, se você está vigiando algo, como pode ser pego de surpresa desse jeito? A pessoa que atirou no mínimo conhecia ele e muito bem e deveriam se "dar bem" pois teve a chance de chegar bem de perto e atirar. Sem contar que tratava-se de um "super policial" não é mesmo. Espero que a corregedoria investigue isso porque duvido que essa jóia chegaria ao dono.
 
Charles Luciano em 30/01/2014 08:10:55
Sandro Marques, seu comentário foi acertado. Realmente, os policiais trabalham em situações desumanas, onde muitas Delegacias são verdadeiros LIXOS...falta tudo, até tinta na parede. Pois, o aspecto é horrível, sombrio, insalubre para quem vive dentro daquilo, sem levar em conta falta de efetivo. Mediante pressão psicológica, tensão do próprio trabalho, somada a falta de TUDO, não há saúde mental que resista a tanto bombardeiro de completo descaso.
Fui ao 1º DP, fazer um BO no ano passado e deparei com uma cena de HORROR . ..onde UM policial, que atendia a recepção(dando informações e distribuindo senhas), atendia telefone e fazia BO. Ah, e o mesmo estava com um braço engessado. Mediante a situação, desisti do BO por pena do servidor e tentei resolver o problema de outra maneira.
 
Neyde de Oliveira em 30/01/2014 08:04:48
senhor ademir marques apenas coloquei meu comentario isso e minha opiniao não existe isso de 2 policiais ir sozinho checar,se eles foram checar pq entraro la sabendo que não tinha um efetivo suficiente para prender esses ladrao,ladrao tem que morrer mas tem que ter inteligencia para isso,meus sentimentos a esse policial mas ninguem merece isso ser morto com tiros na cabeça isso e pra ladrao nao pra policia...
 
julio cesar em 30/01/2014 01:36:35
É impressionante a quantidade de sandices, para não falar idiotices, postadas sobre o ocorrido. Criticar a atitude, a forma de agir, a conduta dos policiais no caso é fácil, quando se está digitando essas besteiras no interior de sua residência, na tranquilidade do lar. Mas não se esqueçam que se usufruem desta paz, desta tranquilidade é por que existem policiais como Dirceu e o Osmar que fazem que isso seja possível. Então a todos que enviam seus comentários descabidos sem ao menos saber a realidade dos fatos fica a minha repulsa e uma dica, se não sabe sobre o assunto, não vive a realidade, cale-se, melhor que postar besteira.
 
MARCIO LUIZ CASSÂNEGO em 29/01/2014 22:57:22
por mais q esses policiais são bem treinados,os bandidos tb, eles foram juvenil e por isso q levou bala.....nada contra policial mais eles pensam q são imortais........
 
ricardo pompeu em 29/01/2014 22:36:53
QUE TRISTEZA LER TODOS ESSES COMENTÁRIOS ABSURDOS DE PESSOAS QUE ESCREVEM SEM QUALQUER CONHECIMENTO DO QUE É SER POLÍCIA E DE COMO SE TRABALHA. Quero esclarecer que os POLÍCIAS CIVIS trabalham sem farda, sem uniforme e as investigações são feitas ou SEMPRE DEVERIAM SER FEITAS em carros descaracterizados. O Policial estava com o carro particular dele, porque não existe carros descaracterizados nas Delegacias, somente LOGAN PRETO e PRISMA.....e esses carros até mesmo crianças brincando nas ruas ao avistar já falam: A POLÍCIA, A POLÍCIA. Falar que os 2 policiais pecaram ou os policiais pretendiam fazer acertos com os bandidos, isso é não respeitar a honra do policial falecido e ferido, e muito menos os seus familiares e Policiais. Respeitem !!! Não falem ASNEIRAS!!!!
 
Maria das dores conceição em 29/01/2014 22:07:09
Fico triste de ver tantos comentarios maldosos e desrespeitoso com o Policial, trabalhei 8 anos com Dirceu e durante todo esse tempo nada houve em sua conduta que o desabonasse não media esforços para elucidar crimes, acredito que a sociedade teve uma perca irreparavel porque a dedicação com que ele atuava era impressionante não é porque ele era meu amigo não é porque era um Policial que gostava da profissão. Vai com Deus amigo!!!!
 
Alexandre Brito em 29/01/2014 20:33:36
Se tratando de quadrilha, esses policiais teriam que levar reforços..
 
Lucas de Oliveira em 29/01/2014 19:36:39
Engraçado, Cris Stefanny, é que os LGBT aos quais representas lutem por alterações na lei [PL 1222], reclamem dos crimes que sofrem, segundo o discurso oficial, por conta da opção sexual que escolheram para si, apareçam na imprensa direto falando sobre isto, e agora, quando um travesti comete um crime, proteste pelo fato dos jornais indicarem "a identidade sexual e de gênero" do assassino.
Se ele tem o corpo de um homem, mas atende pelo nome de Natália, você queria o quê? Se fosse o contrário, o travesti ter sido assassinado, aposto que estarias falando, inclusive para 'os Jornalecos', que foi crime de preconceito.
Se vocês parassem de usar a opção sexual para tentar privilégios e entendessem que aceitação é diferente de aprovação, todo mundo sairia ganhando.
 
Andreia Silva em 29/01/2014 18:47:33
Pessoas do meio jurídico e policial tem conhecimento da falta de efetivo em delegacias e operações do nosso estado. Muitos policias (investigadores) estão trabalhando em carga horária muito acima do permitido e pior, sem receber por isso, dependendo da morosidade do poder judiciário.
Porém, temos que destacar algumas respostas não ditas pela imprensa e que eventualmente vamos ter ao final do inquérito policial, como:
Quem é a vítima do roubo de R$ 80.000,00? Fez Boletim de Ocorrência? Era casado? Era da sociedade? Esses policiais estavam a serviço da polícia ou faziam bico ou favor? O Delegado tinha conhecimento ou normalmente os policiais agem por conta própria? O informante disse a quantidade de pessoas na casa? Porquê só mataram um policial? Pq as armas não eram da corporação?
 
João Silveira Neto em 29/01/2014 18:13:48
Primeiro que esse Julio Cesar tem que saber pelo menos escrever para digitar um comentário é ridículo o seu erro de português; Segundo se você sabe como trabalhar de Policia, então porque não se apresenta em uma Delegacia para dar instruções para nós ou então, faz uma coisa pra mim; Se não tem o que falar c.. a b....
 
Ademir marques em 29/01/2014 15:44:04
Sr. Samuel, apenas tenho uma observação para o senhor, QUANDO NÃO TIVER OQUE FALAR FIQUE QUIETO QUE É MELHOR.
 
MARCIO LUIZ CASSÂNEGO em 29/01/2014 15:06:27
Policial morto nao tinha bons antecedentes. Já tinha foi afastado pro tortura e pedindo propina para soltar malandro. Historia mal contada mesmo.
 
Fabio Andrade em 29/01/2014 14:56:56
Só não deixa de ser estranho apenas um policial ser executado e outro nada ? apesar de ter sido descoberto pelos bandidos ......
 
Maria Paula em 29/01/2014 14:45:58
A familia perde um pessoa honesta e amiga e a sociedade um excelente policial. Criticar a conduta da dupla que investigava os crimes é como disseram abaixo desconhecer os trabalhos policiais, não havia hora, nem dia para Dirceu auxiliar os amigos, mesmo so que estavam distante como eu
 
Reginaldo Salomao em 29/01/2014 14:25:21
Amigos fiquem sabendo que os direitos humanos está muito ocupado, fazendo oitiva com os marginais tentando identificar algum hematoma nos v.... Infelizmente Policiais não tem direito, o único direito é ser condenado, mesmo com uma tragédia dessas ainda acha um idiota para criticar o trabalho da policia, isso porque não é um ente querido dele ou a menos sabe que a policia faz de tudo para elucidar crimes, doam seu tempo, sacrifica a família em pró da população.
 
Rafael Alves oliveira em 29/01/2014 14:15:17
Sr. Samuel você deveria Parabenizar os policiais pelo trabalho deles,porque se não fosse por eles os bandidos estariam soltos e poderiam assaltar ate mesmo alguém da sua Familia.
Investigação se faz com veiculos descaracterizados pra sua informação . os policiais sao pessoas honradas ,e o Fabio Peró é um otimo Delegado.
 
ana Martins em 29/01/2014 14:12:17
Em poucas horas 10 pessoas presas, enfim toda policia de CG para resolver esse caso, se fosse um qualquer não existiria viatura para isso e na civil somente após o registro da ocorrência e após alguns dias seria iniciada uma investigação, mas como existe o corporativismo isso é de imediato.
 
GIANNA OLIVIA COIMBRA em 29/01/2014 14:09:49
Sandro Marques, muito feliz a sua colocação na questão do efetivo policial, deveriam ser umas 500 vagas para o estado e não 174 como como o processo seletivo foi aberto.
 
Jose Gomes em 29/01/2014 14:02:47
Angélica falou tudo viu.
 
Thaynara De Cassia em 29/01/2014 13:50:38
Sou leigo, mas não era um caso para estarem sozinhos...só acho.
 
ELIO SANTOS em 29/01/2014 13:47:53
Policiais treinados agindo como amadores...? Até quem não é do meio policial sabe que nesses casos precisa chamar reforço !. Policial nenhum pode esquecer que antes de ser policial é humano é que não tem super poderes.
 
TONI SILVA em 29/01/2014 13:44:12
Samuel pare de falar besteiras e procure saber como a policia trabalha. Também, tome cuidado com o que você fala em um meio de comunicação, pois, insinuações maldosas podem constituir na prática de crime.
 
Marcelo Fernandes em 29/01/2014 13:41:19
Na vila Progresso tem um monte de viciados morando na rua...tem mais de 20...passo por lah todos os dias...Pq as autoridades não fazem nada? Essas pessoas não estão sobrevivendo de vento e agua de chuva....com certeza estão matando e roubando para sustentar seus vicios....
 
Alexandre Papipa em 29/01/2014 13:39:34
cade os direitos humanos..que so ajuda bandidos..ta na hora dos direitos humanos viver a realidade das pessoas que trabalham e morrem e deveder essa pessoas e as familias.....agora quando bandidos pra que direitos humanos bandido e bandido cadeia neles,e tudo de ruima pra essa raça ruim....direitos humano so pra pessoas corretas e trabalhadores...pra v... e bandidos pau neles e policia neles..e isso que merecem essa raça ruim
 
antonio avelino em 29/01/2014 13:35:53
agora pergunto ? a turma dos direitos humanos procurou a família do policial....se fosse ao contrario??????????????????????????????????
 
antonio conceiçao da silva em 29/01/2014 13:27:25
Que Deus esteja confortando esta família que ficou sem seu esteio principal, pois era um bom policial e estava defendendo a sociedade amigo nas horas difícil da vida que Deus esteja colocando ele em bom lugar...
 
Luiz silverio em 29/01/2014 13:27:23
Ninguém escapa das más línguas das pessoas, nem mesmo quem está eternamente descansando, mas para esclarecer, hoje terá todo o esclarecimento do caso, basta ficar atento aos meios da mídia. Mas uma observação, o caso esclarecido é mais importante aos amigos, familiares e aos que respeitam e reconhecem o trabalho deles, e não à população que venha somente a criticar sem procurar informações corretas.
 
Fernanda Mendonça em 29/01/2014 13:24:03
O Sandro Marques descreveu a realidade em se tratando de segurança pública no MS.
Uma situação que também preocupa, é o fosso salarial entre agentes e delegados ser absurdamente injusto, considerando que todos devem ter formação de nível superior.
 
João Pedro em 29/01/2014 13:19:39
Se ela era ou não travesti tem que pagar pelo crime pratica, no entanto o vergonhoso é ver que JORNALECOS sempre estão atrelando o crime a orientação sexual e a identidade de gênero das pessoas... Penso que se for assim, tem que noticiar todos os dias que HETEROSSEXUAIS matam, roubam, estrupam, Traficam etc e etc... haja vista que os presídios estão abarrotados de heterossexuais e não de Travestis!
 
Cris Stefanny em 29/01/2014 13:14:32
Apenas dois policiais para entrar em uma casa que até então era desconhecida em se tratando do número de pessoas suspeitas que estariam lá dentro, além de outras situações de adversidades que a polícia geralmente enfrenta.
Se o delegado tinha conhecimento de tudo isso, tomara que não, é de se estranhar que ele tenha autorizado tal ação.
 
João Pedro em 29/01/2014 13:11:59
Concordo com a Angélica. Cadê, agora, o pronunciamento do pessoal dos direitos humanos, com relação aos três filhos órfãos deixados por este policial.
 
FERNANDO GIARDINO em 29/01/2014 13:02:51
na minha opinão as leis tem que mudar mesmo. Bandido tem que morrer e tomara que os policias achem quem fez esta monstruosidade pois ele estava fazendo seu trabalho pela população acho que não deveria existir cadeia pra bandido pq simplesmente e uma reformatória para adquiri mas coisas erradas e fazer planos absurdo quando sai. O meu dinheiro de impostos ficam pra sustentar monstros na cadeia e ainda nos trabalhadores recebemos menos que um auxilio reclusão pelo amor de Deus temos que mudar nossas leis porque cada dia ficamos refém de bandidos em nossos lares não temos mas vida social temos que viver presos em nossas residencias acho que esta na hora de mudar
 
marcia santos em 29/01/2014 13:00:45
Tá complicado. V... apronta, faz o que quer nas ruas e quando a polícia vai fazer o seu serviço tem um monte de idiotas que ficam questionando e defendendo assassinos, ladrões, a escória da humanidade. Enquanto não tivermos pulso forte e atitudes que façam a diferencia, teremos pais de família sendo abatidos e ainda tendo suas atitudes questionadas por defensores de vagabundos. Passou da hora de nos indignarmos com fatos como este. Um policial de bem, fazendo seu serviço morreu, devemos respeitar o luto da família e amigos e nos posicionarmos contra absurdos como este.
 
Claudemir Rodrigues em 29/01/2014 12:56:43
A policia não gosta de receber criticas, mas ai tem erro na conduta ou no planejamento!
 
pedro paulo em 29/01/2014 12:56:41
Independente se era Travesti e/ou não, o que tem que prevalecer é a lei e a justiça, no entanto, o que vejo é as pessoas só "descerem a lenha" quando se trata de Travestis, mas o que vimos diuturnamente é que os presidio se abarrotam de presos (HETEROSSEXUAIS), porem ninguém marginalizam os heterossexuais em função de seus crimes acometidos, sendo que em meu ponto de vista está corretíssimo! Mas porque quando é Travesti, tem se que logo generalizar e colocar a identidade sexual e de gênero da pessoa na matéria? Nunca vi um jornaleco desses, se quer publicar que (HETEROSSEXUAL praticou um assassinato e/ou outro tipo de crime qualquer), mas porque que quando é Homossexual e/ou travesti, tem que estampar se era ou não Travesti?

Sinceramente. o que está em jogo aqui não é a sexualidade de nen
 
Cris Stefanny em 29/01/2014 12:52:11
tem que mostrar a cara deles.
 
maria acunha em 29/01/2014 12:51:38
Direitos Humanos? Onde? Eles somente parecem quando bandidos são mortos por fazerem desastres na vida de nós trabalhadores honestos. Bandidos sim tem muitos direitos e andam soltos na rua e nós vivemos trancados atrás de grades porque nós somo honestos, e para nós não aparece os Direitos Humanos, nem para os policiais que estão tentando colocar "a casa em ordem". Vamos população acordem, temos sim que apoiar a ação dos policias que trabalham para garantir a paz na nossa cidade, por que se não apoiarmos eles, quem vai comandar a cidade serão os bandidos.
 
Patricia Danielle em 29/01/2014 12:50:01
Meus sentimentos á familia da vitima e a classe de policiais que devem estar indignados,porém com todo respeito emito minha opinião que essa operação foi em sua fase final muito mal elaborada e executada,pois se tinham a informação que existiam 10 pessoas na ref. casa como podem ir somente com 02 policiais? sem nenhum reforço para eventual ocorrência? outra coisa,essa fas da negociação após monitoração da casa,vendo-se o trânsito de pessoas ao que tudo indica de alta periculosidade jamais poderia ser feita na residência,deveria ser em outro lugar e com atiradores de elite,tropa de choque e reforço policial atentos a qualquer situação,bem como no meu entender diante da fase final da negociação o delegado titular deveria estar a frente para concluir esse trabalho,muito mal elaborada.
 
Israel Lima em 29/01/2014 12:41:48
A unica certeza de tudo isso é que a maior perda foi a valiosa vida desse jovem policial, desconheço taticas de abordagens policiais, mas queria apenas entender uma coisa, porque autorizar e enviar apenas 02 investigadores sem apoio algum pra finalizar uma siuação aparentemente tão perigosa como esta? Nossos policiais merecem um suporte bem mais além do este em questão. O profissional que os autorizou irem até lá que me desculpe, mas é o que penso. É que trata-se de vidas.
 
JULIO SILVA em 29/01/2014 12:38:28
é lamentavel espero que em c. grande as autoridades competentes não deixa continuar essa situação, justiça vamos tomar as providencias infelismente o que aconte em nosso brasil sempre quem sofre e a familia que perde seu enti querido olha minha gente a verdadeira justiça e a de deus.porque do ser humano não existe.
 
regina lucia a. varanis em 29/01/2014 12:25:41
nao existe isso de 2 policias ir sosinho investigar isso ai ta com cara de acerto de contas o cara queria mesmo matar coitado desse policial,se ele foi la pra prender a quadrilha e as joias e devolver ao dono, mas eles foi em carro particular sera que eles nao foi tomar a joia da quadrilha e se aproveitar de ser autoridade fica a dica que ele descance em paz,a derf tem um efetivo muito bom e quando eles vao em uma operacao eles vao em monte isso ta mal contado gente so 2 policias que foi la muito mal contato essa historia...
 
julio cesar em 29/01/2014 12:19:26
Querido Samuel Gomes, não tem nenhuma historia mal contada.Já que não sabe, fique sabendo que existe muitos, mas muitos policiais, que trabalham assim, com carro descaracterizados e sem armas, cada dia com um disfarce para pegar esses mal elementos, graças a Deus né. E arriscando suas vidas. Nessas horas que eles, policiais, precisam pensar, será que compensa correr tanto risco por pessoas que não estão nem aí, igual a vc, que ainda saem falando sem saber e por uma administração que não valorizam nem um pouquinho uma profissão tão importante.
 
Michele Espessoto em 29/01/2014 12:18:55
Caro Sandro Marques.
concordo com voce em todos os pontos levantados. Até quando nossos governantes e o Diretor geral da policia civil vai ficarão sem fazer nada pela classe policial? Não há efetivo suficiente para investigação e os policiais estao correndo risco de vida, em todos os trabalhos. As delegacias nao possuem efetivo em seus plantões. E mais uma vez eu me pergunto: onde está a comissao de direitos humanos para os policiais\? preocupem-se agora com a familia do policial em vez de se preocuparem com a vida dos detentos dentro das prisoes. pois, com certeza nao foram presos sem motivos. Com certeza, n ao estavam trabalhando como o policial DIRCEU. Que Deus o recebe em seus braços.
 
angelica silva em 29/01/2014 12:10:44
Senhor Samuel.
provavelmente, o senhor desconhece o meio policial,isto é, os trabalhos policiais. Caso contrário, lamento muito que tenha feito essa observação, caso seja conhecedor do trabalho da policia. Investigação se faz com veiculos descaracterizados. eu conheço os dois policiais , bem como o trabalho deles e afirmo, sao pessoas honradas e competentes. Agora, quero ver o apoio que a população dará aos trabalhos policiais, visando esclarecer a autoria dos delitos. Pois, se estavam recuperando objetos roubados, estavam trabalhando. Onde está, agora, a comissao de direitos humanos? já foram visitar a familia do policial morto e ja foram conversar com o policial ferido? é muito facil achar defeitos quando se está de fora. Agora, quero ver ver alguem colocar a cara a tapa, nao sendo polic
 
Angelica Silva em 29/01/2014 12:05:32
Tô falando? Travesti sempre envolvidos na pratica criminosa. Mas que historia mal contada. Dois policiais foram resgatar jóias? Um deles adentrou no local onde bandidos residiam,um desses policiais foi morto e o outro foi espancado e horas depois policiais prendem todos os envolvidos. Resgatar jóias...!!! Hummm! Veiculo descaracterizados...Infelizmente esse conto ta mal contado! Com a palavra,o competente, dr Peró...
 
samuel gomes-campo grande em 29/01/2014 11:51:33
E o travesti? Alguém pode me dizer onde está?
 
maria da silva em 29/01/2014 11:50:46
CARO AMIGO E COMPANHEIRO DIRCEU !!!!
QUE OS ANJOS ESTEJAM SEGURANDO AS TUAS MÃOS E O SENHOR O RECEBA DE BRAÇOS ABERTOS, CONFORTANDO A TODOS NÓS QUE AQUI DEIXAS DESFALCANDO UM ESPAÇO IMPOSSÍVEL DE SER PREENCHIDO SEM TUA PRESENÇA.
Agora é a hora de nossos representantes lutarem por maior efetivo. É antiga a mazela de termos de trabalhar sem efetivo fazendo com que riscos que podiam ser minimizados , sejam maximizados, colocando nós policiais em risco. Essa meia boca de policiais que estão fazendo processo seletivo do concurso , mal cobre meia dúzia de delegacias que estão desprovidas de material humano pra trabalhar. No interior o caos se estalou há anos, pois a maioria das delegacias trabalham com apenas um;(01);UUUUUUM; policial por plantão para investigar cuidar de preso e atender ao púb
 
sandro marques em 29/01/2014 11:48:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions