ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Vacina da gripe começa por crianças na Capital

Doses estarão disponíveis para as idades entre 0 e 5 anos 11 meses, em 60 unidades de saúde

Por Liniker Ribeiro | 12/04/2021 18:35
Criança sendo vacinada, na Capital, em campanha anterior (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)
Criança sendo vacinada, na Capital, em campanha anterior (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

Este ano, a campanha de vacinação contra a gripe, que começa nesta terça-feira (13), imunizará primeiro crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias). O anúncio foi feito pela Prefeitura de Campo Grande, no fim da tarde desta segunda-feira (12), que disponibilizará doses em 60 unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família.

A expectativa da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) é vacinar 52.015 crianças, nesta faixa etária. Porém, para este início da vacinação, Campo Grande recebeu 32.750 doses da vacina. Entre os primeiros grupos que também serão imunizados estão gestantes e puérperas, além de trabalhadores da saúde.

De acordo com o titular da pasta, dinâmica idêntica a realizada durante a vacinação contra a covid-19 será aplicada durante a campanha da gripe. “Iremos priorizar o atendimento das crianças pertencentes a esta faixa etária e na, medida em que novas doses forem enviadas, nós vamos incluindo novos públicos, a exemplo de como vem acontecendo na campanha de vacinação contra a covid-19”, explica o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho.

Confira locais de vacinação:

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Alerta – Com a vacinação contra a covid acontecendo, a Sesau reforça a necessidade de se tomar cuidados para que as doses das duas vacinas não sejam aplicadas de forma simultânea.

“Por não haver estudos que mostrem possíveis reações ou conflitos na imunização quando aplicadas as vacinas contra Covid-19 e Influenza juntas, é necessário aguardar alguns dias entre uma dose e outra”, diz nota divulgada pela secretaria.

Ainda segundo a recomendação, a prioridade deve ser a vacina contra a covid-19, doença que já provocou a morte de 4.907 pessoas, em Mato Grosso do Sul, segundo boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde). A orientação é que as doses sejam aplicadas com, no mínimo, 15 dias de diferença.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário