A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/09/2012 08:49

Vento aliado à baixa umidade e estiagem formam cortina de poeira na BR-262

Paula Maciulevicius

Os bairros mais atingidos foram o Arnaldo Estevão de Figueiredo, Cidade Jardim, proximidades do Parque dos Poderes e até o Maria Aparecida Pedrossian

Na foto é Campo Grande sim, região da saída para Três Lagoas, na BR-262, onde uma cortina de poeira tomou conta da cidade nesta manhã. (Foto: Minamar Júnior)Na foto é Campo Grande sim, região da saída para Três Lagoas, na BR-262, onde uma cortina de poeira tomou conta da cidade nesta manhã. (Foto: Minamar Júnior)

Os ventos da manhã desta terça-feira levantaram uma cortina de poeira na BR-262, saída para Três Lagoas. De longe dá impressão até de que é fumaça, resquício de alguma queimada. Mas de perto, o incômodo nos olhos é um misto de terra vermelha e areia que até colorem a poeira de vermelho.

O analista de sistemas Álvaro Vasques, 32 anos, conta que a situação deveria estar assim desde que o dia amanheceu. A rotina de sair para o trabalho do bairro Maria Aparecida Pedrossian até a região central fez com que ele passasse pela via às 7h20 da manhã e a poeira já estava dando o ar da graça.

“Sempre neste tempo seco é assim e ventando ainda. Ali ficam carregando caminhões, então quem passa pela BR vê essa nuvem de poeira. Mas a verdade é que está na cidade inteira, tudo parece um anel de poeira”, comentou.

Previsão de chuva nem em conto de fadas. Poeirada pode continuar pelo menos pelos próximos quatro dias. (Foto: Minamar Júnior)Previsão de chuva nem em conto de fadas. Poeirada pode continuar pelo menos pelos próximos quatro dias. (Foto: Minamar Júnior)

Os bairros mais atingidos foram o Arnaldo Estevão de Figueiredo, Cidade Jardim, proximidades do Parque dos Poderes e até o Maria Aparecida Pedrossian.

A meteorologia não promete mudanças. O dia e até a semana deve seguir com névoa seca, umidade em baixa, como o registrado ontem de 15% em Campo Grande. Chuva, não está prevista nem em conto de fadas.

Presidente da Associação de Moradores do bairro Maria Aparecida Pedrossian, o professor Jânio Macedo, explica que a nuvem cinza e vermelha que se formou vem da pista de MotoCross que nas redondezas. “Depois de limpa e com o vento muito forte, toda aquela terra está sendo levantada e criando essa nuvem”, diz.

Por enquanto o vento está levando a poeirada sentido centro. Menos mal. Moradores pelo menos podem respirar aliviados. “Se vier pro Leste, é uma lástima, entra nas casas, penetra nas roupas é uma terra vermelha”, completa.

A cena está até comprometendo a visibilidade de motoristas. Atenção redobrada principalmente a quem trafega de moto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions