A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

17/04/2017 13:59

Ventos obrigam avião a arremeter duas vezes antes de pousar na Capital

Aeronave saiu de Campinas (SP) com destino a Campo Grande, mas precisou seguir para Londrina

Yarima Mecchi
Avião da Azul no aeroporto de Campo Grande. (Foto: Alcides Neto)Avião da Azul no aeroporto de Campo Grande. (Foto: Alcides Neto)

Um avião da empresa Azul Linhas Aéreas Brasileiras arremeteu duas vezes e precisou seguir para Londrina (PR) para reabastecer no início da tarde deste domingo (16). A aeronave já estava no espaço aéreo de Campo Grande e tentava pousar por volta das 13h40, mas sem sucesso por conta das condições climáticas na cidade.

De acordo com passageiros do voo 4015 - que não quiseram se identificar - a aeronave saiu de Campinas (SP) com destino a Capital sul-mato-grossense, mas as condições climáticas da cidade impossibilitaram o pouso no início da tarde, sendo possível somente às 17h20.

Segundo relatos, o piloto tentou pousar duas vezes, mas teve que arremedar nos dois momentos e seguir para Londrina para reabastecer e voltar para Mato Grosso do Sul.

A assessoria de imprensa da Infraero informou que este foi o único problema registrados de voos e decolagens no aeroporto de Campo Grande no domingo. Segundo a empresa, os ventos fortes impossibilitaram o pouso do avião da Azul. "O problema foi as fortes rajadas de ventos e não a baixa visibilidade", disse a assessoria.

Empresa - Por meio de nota a Azul Linhas Aéreas Brasileiras informou que, o voo 4015, que partiu de Campinas (SP) para Campo Grande na tarde deste domingo (16), teve seu pouso alternado para Londrina devido ao fechamento do aeroporto de Campo Grande por condições meteorológicas.

"Após a reabertura do aeródromo, o voo partiu de Londrina e pousou normalmente em Campo Grande. Os clientes receberam toda assistência necessária, de acordo com a Resolução 141 da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). A Azul lamenta o transtorno ocorrido aos seus clientes e reforça que medidas como esta são necessárias para conferir a segurança de suas operações", diz a nota.

A empresa não informou quantos passageiros estavam no voo e nem também não confirmou se a aeronave arremeteu duas vezes.

Aeroporto de Campo Grande. (Foto: Alcides Neto)Aeroporto de Campo Grande. (Foto: Alcides Neto)

Chuva - Ontem (16) foram registrados ventos de até 42 km/h. A maior árvore, uma figueira, caiu na rua Ronaldo Giordano, no Jardim Itália – no oeste da Capital.

Além do transtorno no aeroporto, vários bairros de Campo Grande ficaram sem luz por causa do temporal de ontem. De acordo com a Energisa - concessionária distribuidora de energia em Campo Grande - houve uma interrupção do fornecimento de energia elétrica para 14% dos clientes.

Em uma hora a energia foi restabelecida para 70% dos clientes e uma hora depois, mais 10% das unidades consumidoras foram resolvidas. Ainda segundo a concessionária, a maioria das ocorrências envolvem objetos lançados à rede pelos fortes ventos, como galhos e árvores e materiais de construção.

As equipes da concessionária continuam o trabalho nos bairros da cidade e a orientação é que, para qualquer esclarecimento, a população entre em contato com a empresa imediatamente por meio do 0800 722 7272. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions