ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Vizinhos fazem vaquinha para ajudar pais a sepultarem bebê morto em incêndio

Dois meninos sofreram queimaduras e foram levados para a Santa Casa; o de dois anos não resistiu aos ferimentos e morreu hoje (1º)

Por Maressa Mendonça | 01/06/2020 15:40
Fogo atingiu colchão e se alastrou rapidamente pelo quarto onde estavam as crianças (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Fogo atingiu colchão e se alastrou rapidamente pelo quarto onde estavam as crianças (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)

Os pais da criança morta em incêndio no condomínio Zenóbio do Santos, no Bairro Lageado, em Campo Grande já conseguiram o dinheiro para realizar o sepultamento do menino no cemitério São Sebastião (Cruzeiro). A informação foi confirmada pelo síndico do residencial, Rodrigo Masseli, de 36 anos.

Conforme Masseli, vários moradores do residencial contribuíram com a “vaquinha” para realizar o sepultamento do garoto e a busca neste momento é por outras doações. “É uma situação muito triste. Estamos tentando dar amparo para a família agora”, disse.

Masseli não informou a quantia exata arrecadada, mas informou que as doações chegaram rapidamente. “No que podemos ajudar, nós ajudamos. Estamos tentando arrecadar para a família os móveis que perderam. Estamos correndo atrás disso agora”.

Segundo ele, voluntários já ofereceram geladeira e fogão para ajudar no processo de reconstrução da moradia da família que perdeu tudo no incêndio. Eles ainda estão organizando uma lista dos itens essenciais.

O apartamento 3, do bloco 8 do condomínio residência Zenóbio do Santos, local onde o menino de dois anos morreu após ter 90% do corpo queimado, continua interditado.

Na manhã desta segunda-feira (1), equipes do Corpo de Bombeiros voltaram ao local para avaliar a estrutura do bloco atingido pelo fogo, mas o resultado da vistoria só deve ser divulgado durante a semana.

De acordo com o tenente coronel, Fernando Carminati, o prédio seguia as medidas de segurança exigidas, porém, não tinha o certificado de vistoria obrigatório. Por conta dessa irregularidade, o condomínio foi autuado em R$ 3.037. A administração tem o prazo de 15 dias para regularizar a documentação e 5 dias para recorrer da decisão.

Tragédia - De acordo com informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros, o incêndio no apartamento do condomínio Zenóbio do Santos, no Bairro Lageado, no domingo (31), começou com uma brincadeira.

No momento do início das chamas havia seis crianças no local. Elas estavam com isqueiro em um dos quartos, quando o colchão começou a pegar fogo. No cômodo havia vários materiais recicláveis e até um pneu de automóvel, o que contribuiu para que as chamas espalhassem rapidamente.

O fogo atingiu dois cômodos. Os dois meninos sofreram queimaduras e foram socorridos. As outras crianças não ficaram feridas, mas também receberam atendimento no local do incêndio.Um dos garotos levados para o hospital não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada des segunda-feira (1º).