ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Votação de "Melhores do Ano" levanta suspeita de golpe em redes sociais

Suposta empresa que promove pesquisas foi procurada, mas não respondeu à reportagem

Dayene Paz | 07/02/2023 16:43
Pesquisa publicada pela empresa no Instagram. (Foto: Divulgação)
Pesquisa publicada pela empresa no Instagram. (Foto: Divulgação)

Nos últimos dias uma votação denominada "Melhores do Ano" promovida por uma página do Instagram tem movimentado a internet e deixado os campo-grandenses intrigados. Mas não é só na Capital de Mato Grosso do Sul que o perfil foi criado. A mesma votação é feita em outras cidades do Brasil. O que chamou a atenção de internautas e gerou um questionamento: será que é real ou fake?

Entre os temas da pesquisa criada pela página, desde 19 de janeiro, existem perguntas sobre as melhores lojas de aviamento, de piscina, esportes, academias, farmácias de manipulação e até profissionais como professor, azulejista e jornalista. Muita gente se empolgou e saiu marcando os amigos e empresas, na expectativa de um suposto prêmio.

Pesquisa de Melhores do ano criada em Ipatinga, em Minas Gerais. (Foto: Divulgação)
Pesquisa de Melhores do ano criada em Ipatinga, em Minas Gerais. (Foto: Divulgação)

Contudo, em publicações de outras cidades há quem diga que nunca recebeu prêmio algum e até teve que pagar uma taxa para, supostamente, receber a premiação. O especialista em Instagram, que trabalha em proteção de redes sociais, Chrystian Sérgio - que inclusive já recuperou contas hackeadas de lojas de departamento conhecidas mundialmente - afirma que há grande chance de ser "fake".

Ao Campo Grande News, Crhystian afirmou que começou a estudar a página "Melhores do Ano" quando passou a ser questionado por vários seguidores. Então, se atentou a pequenos detalhes. "Todos melhores do ano são páginas novas e o Instagram mostra que é. Eles não têm critérios, apenas dizem 'marquem o melhor' e falam qualquer coisa que possa existir para fazer pesquisa".

Outro detalhe é que a página afirma que vai selecionar apenas um. "As publicações têm milhares de comentários, eles iriam contar um por um? Não tem aplicativo que conta comentários e @ de marcações, então como iriam somar cada um de cada competidor?", questiona. "Ninguém mostra o rosto, apenas é um Instagram. Não tem nome de uma pessoa, de onde são, como irá funcionar, nada, absolutamente nenhuma intimação além de 'fale a empresa, marque o melhor, em breve ganhadores", analisa o especialista em Instagram.

Pesquisas foram criadas por perfil em várias cidades brasileiras. (Foto: Divulgação)
Pesquisas foram criadas por perfil em várias cidades brasileiras. (Foto: Divulgação)

Chrystian também elenca que quando há competições de melhores do ano "seja no futebol ou em qualquer outro lugar é decidido em dezembro. Em nenhuma dessas páginas eu vi saindo algum ganhador e já estamos indo para a metade de fevereiro", destaca. Segundo ele, apenas uma pessoa disse que já participou de um verdadeiro, mas de um Instagram que já existia e tinha um nicho específico, de maquiagem. "Esse melhores do ano não tem um nicho, apenas marcação e fim. Sem critério, sem nada", alerta.

Outro ponto é o aspecto das publicações. "As mesmas fotos, em todos os lugares do Brasil, só que cada um tem uma empresa diferente por trás, segundo eles. Mas várias empresas sérias que usam as mesmas fotos de todas as cidades? Estados?".

Por fim, Chrystian dá dicas para evitar cair em golpes. "Não clique em links, não mande códigos, sempre pense: 'eu estou participando dessa competição, mas como? Eu me inscrevi nela? Não entre em Wi-Fi de redes públicas e não passe seus dados a desconhecidos", alerta.

O Campo Grande News tentou conversar com a empresa "Aliança Publicidades", de Cascavel (PR), responsável pela conta que promove a pesquisa, mas não obteve retorno pela rede social. Nas páginas também não há informação de qualquer número de telefone para contato.

Publicação feita pela empresa nesta tarde. (Foto: Divulgação)
Publicação feita pela empresa nesta tarde. (Foto: Divulgação)

Contudo, a página publicou ainda nesta tarde um "esclarecimento", afirmando que está sendo acusada de golpe, mas que a pesquisa é real e que vai acionar advogados. "Tanto não é fake que pensamos em todos se beneficiarem, desde vocês empresários e profissionais, também pensamos no mimo para todos que quiserem participar. Então pessoal, isso pode ser tudo, menos golpe".

Nos siga no Google Notícias