A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/03/2016 12:04

Zika registra 27% de aumento no número de notificações em duas semanas

Natalia Yahn
Larvas do Aedes aegypti, mosquito que transmite dengue, zika e chikungunya. (Foto: Marcos Ermínio/ / Arquivo)Larvas do Aedes aegypti, mosquito que transmite dengue, zika e chikungunya. (Foto: Marcos Ermínio/ / Arquivo)

Em apenas 14 dias o número de casos notificados de zika aumentou 27% em Mato Grosso do Sul. Entre os dias 9 e 23 de março as notificações passaram de 1.142 para 1.567. Já os casos confirmados aumentaram 24%, de 67 para 89 em dez municípios.

Em todo o estado 335 gestantes são monitoradas e 69 tem confirmação de zika, em nove cidades. Na Capital até agora são 70 confirmações da doença, 54 pacientes são gestantes, além de outras 255 monitoradas.

O avanço das notificações de zika ainda é tímido em relação aos de dengue, o que preocupa especialistas da área de saúde responsáveis pelo atendimento de pacientes com o vírus. Em reportagem publicada no dia 16 de março, o Campo Grande News mostrou que os casos de zika continuam subnotificados em Mato Grosso do Sul.

O número de registros suspeitos e confirmados abaixo da quantidade real de pessoas doentes acontece por motivos diversos, mas principalmente por dificuldades no diagnóstico, baixa procura por atendimento médico e até mesmo a não realização do exame que confirma o vírus.

“Boa parte do que estamos chamando de dengue pode ser zika. Na realidade, pode haver confusão no diagnóstico”, afirmou o médico infectologista e representante da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), em Mato Grosso do Sul, Rivaldo Venâncio da Cunha.

No terceiro boletim epidemiológico divulgado ontem (23) pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) o número de gestantes monitoradas também aumentou em 21 casos. Somente no dia 17 de março foram divulgados os primeiros dados relativos as grávidas, quando 88 pessoas tinham a confirmação da doença, mas 53 eram gestantes.

"Como é tudo novo até para a medicina, não temos respostas. Estamos descobrindo coisas novas a cada dia e as gestantes acabam sendo nossas melhores referências", explica a médica infectologista Marcia Dal Fabro, sobre a possível ligação dos casos de microcefalia registrados no País, ao zika vírus.

Casos – Os números de zika registrados pela SES e pela Sesau (Secretaria Municipal da Saúde) são diferentes. Enquanto o Estado afirma que somente 255 gestantes são monitradas o Município diz que são 310, 64 com a confirmação da doença (55 este ano). O total de notificações de zika somam 2.839 notificações, com 59 confirmações, na Capital, de acordo com a Sesau.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions