A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

09/08/2018 17:37

Cármen Lúcia recebe cartilha em Guarani e Terena de juíza de MS

Presidente do STF recebeu a cartilha sobre violência doméstica elaborada pela Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul

Izabela Sanchez
Ministra Cármen Lúcia ao lado da juíza Jacqueline Machado (Divulgação/TJ)Ministra Cármen Lúcia ao lado da juíza Jacqueline Machado (Divulgação/TJ)

A ministra presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia, recebeu uma cartilha sobre violência doméstica escrita em Guarani e em Terena. A cartilha foi entregue pela juíza Jacqueline Machado, que responde pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar em Mato Grosso do Sul, titular da 3ª Vara da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Capital.

As cartilhas foram criadas em 2016, pelo Nudem (Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher), pelas defensoras Edmeiry Silara Broch Festi, Graziele Carra Dias Ocáris e Thaís Dominato Silva Teixeira. Mato Grosso do Sul abriga a segunda maior população indígena do Brasil.

Conforme o TJ-MS (Tribunal der Justiça Estadual), 51% da população é formada por mulheres que não dominam a Língua Portuguesa. O Estado também apresenta alto índice de violência doméstica em aldeias e comunidades.

A cartilha foi entregue na abertura da XII Jornada Maria da Penha, nesta quinta-feira (9). Cármen Lúcia alertou para o aumento no número de casos de assassinatos de mulheres vítimas de feminicídio no Brasil. O país ocupa a 5ª colocação no ranking de assassinato de mulheres em razão de gênero.

A presidente do STF afirmou que, apesar da Lei Maria da Penha ter modificado substancialmente o tratamento da violência contra a mulher, ainda falta descobrir as motivações desses crimes, que seguem causando milhares de vítimas unicamente por questões de gênero. Atualmente, tramitam no Judiciário 10 mil processos de feminicídio.

Após premiar aposta única no sábado, Mega-Sena de amanhã vale R$ 2,5 milhões
Depois de premiar uma aposta de Marabá no Pará no último sorteio de sábado (13) a rodada da Mega-Sena desta quarta-feira (17) pode pagar R$ 2,5 milhõ...
Em quatro dias, polícia apreende mais de 5 toneladas de drogas
Em quatro dias a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul apreendeu mais de cinco toneladas de drogas e prendeu 46 foragidos da justiça em todo o Estado...
SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C
Portaria do Ministério da Saúde publicada hoje (16) no Diário Oficial da União incorpora o medicamento Sofosbuvir em associação ao Velpatasvir para o...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions