A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

29/01/2008 17:40

Carnaval terá ação para fiscalizar presença de crianças

Redação

O Carnaval terá operação especial para fiscalizar a presença de crianças e adolescentes em avenidas e clubes de Campo Grande. Nesta terça-feira, a ação foi discutida, em reunião no Fórum, por representantes do MPE (Ministério Público Estadual), SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), Setass (Secretaria de Estado do Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária), CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), Conselho Tutelar, PM (Polícia Militar) e Polícia Civil.

Ainda sem poder contar com as informações da PM (que não fechou o efetivo), as entidades definiram que o Conselho Tutelar terá dois postos avançados: um na Via Morena (local dos desfiles das escolas de samba) e outro na Fernando Côrrea da Costa. "Serão quatro conselheiros todos os dias. Além dos postos avançados, um vai acompanhar a PM e o outro o serviço de acolhimento da SAS", aponta o conselheiro tutelar Cenobelino Serra.

A SAS, que durante a Folia de Momo terá uma equipe de 18 pessoas atuando em revezamento, fará vistoria tanto nos clubes quanto na rua. De acordo com a promotora da Infância e Juventude, Ariadne Cantu, até o momento dois clubes (Estoril e Sesc) solicitaram alvarás para receber menores de idade.

Os clubes têm até sexta-feira para pedir a autorização. O documento é uma exigência a portaria da 1ª Vara da Infância e da Juventude. Para festa na rua, o alvará não é exigido. "A fiscalizações em festas grandes são deficiente, portanto a família é o principal envolvido e responsável pela criança", destaca a promotora.

Além das entidades diretamente relacionadas à proteção da criança e do adolescente, a iniciativa terá apoio da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e da Semur (Secretaria Municipal de Controle Urbanístico), que vai manter 20 fiscais por noite na avenida Fernando Côrrea para fiscalização dos vendedores ambulantes. De acordo com a delegada Marli Kaiper, da DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), casos envolvendo menores de idades serão atendidos, preferencialmente, pela Cepol.

Quanto às crianças que participarão do desfile, a Lienca (Liga das Entidades Carnavalescas de Campo Grande) orientou os presidentes das escolas sobre a necessidade de pedir autorização judicial para que os pequenos possam participar da festa.

CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 para magistrados
Em sua última sessão do ano, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou hoje (18), por unanimidade, numa votação de poucos segundos, uma nova resol...
Dois municípios de MS terão veículos adaptados para atender deficientes físicos
Dois municípios de Mato Grosso do Sul receberão veículos adaptados para ampliar o acesso e promover a qualificação dos serviços de reabilitação de pa...
Mega-Sena acumula em R$ 50 milhões para o próximo sorteio, na quinta-feira
Ficou para a próxima quinta-feira (20) a oportunidade dos apostadores faturarem o prêmio da Mega-Sena que chegou aos R$ 50 milhões, depois de acumula...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions