A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/12/2007 22:15

Centro Toxicológico de MS atendeu 15 pessoas no Natal

Redação

O Centro Integrado de Vigilância Toxicológica (Civitox) atendeu entre os dias 24 e 25 deste mês 15 ocorrências, sendo metade delas por tentativa de homicídio com uso de medicamentos. Foram seis casos a mais que no mesmo período de 2006, quando foram registrados nove fatos.

De acordo com a farmacêutica Flávia Luiza Lopes, este tipo de ocorrência é mais comum no período de fim de ano, porém, segundo ela, são atitudes premeditadas, geralmente a pessoa planeja com antecedência. "O uso abusivo dos remédios é mais comum, mas algumas pessoas tentam o suicídio com inseticidas ou produtos tóxicos de outra origem", explica.

Outros quatro casos de intoxicação atendidos pelo Civitox neste Natal ocorreram em crianças. Um bebê de apenas oito meses se intoxicou com material de limpeza, outra criança de 2 anos usou medicamento, uma menina de 3 anos ingeriu agrotóxico doméstico e uma criança de 6 anos usou agrotóxico industrial. Materiais de limpeza e atrotóxicos em locais de fácil acesso dão muita dor de cabeça aos pais nesta época do ano, quando todos estão em férias escolares. Segundo Flávia Lopes, em 2006, dos 141 casos registrados durante o ano, 81 ocorreram com crianças de 1 a 4 anos.

Outros casos ocorreram com animais peçonhentos. Um menino de 11 anos, residente em uma aldeia de Caarapó, foi atacado por uma serpente, mas recebeu os primeiros socorros e passa bem. Duas pessoas foram picadas por escorpiões, ocorrência também bastante comum nesta época do ano. Outro garoto de 4 anos foi atingido por uma taturana. Em casos de dúvida, a pessoa pode ligar para o Civitox, no telefone 0800 722 6001.

(Com informações do site do governo estadual)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions