A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

08/12/2009 08:24

Chuva supera em 44% a média histórica, em Dourados

Redação

No mês de novembro as chuvas ocorridas em Dourados, ao Sul do Estado, superaram em 44% a média histórica dos últimos 30 aos, segundo o boletim agrometeorológico da Embrapa Agropecuária Oeste.

Em 12 dias de chuva foram 240 milímetros (litros por metro quadrado), quando a média histórica é de 167 mm. A chuva mais intensa foi do dia 5 de novembro, com 40 mm.

O pesquisador Carlos Ricardo Fietz afirma que os registros de algumas estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia, mostram grandes variações nas chuvas ocorridas em novembro na região Sul de Mato Grosso do Sul: Juti (284 mm), Campo Grande (212 mm), Rio Brilhante (201 mm), Ivinhema (178 mm), Sete Quedas (176 mm), Sidrolândia (137 mm), Ponta Porã (128 mm), Amambai (123 mm) e Maracaju (90 mm).

"Chama a atenção que na estação do Inmet, a aproximadamente a 15 quilômetros da Embrapa, a chuva em novembro totalizou 122 mm, quase metade do registrado nas estações da Embrapa", destaca.

As temperaturas foram elevadas no mês passado. A média de 27,4°C superou em quase três graus a média histórica de 24,8°C.

A média das máximas foi 33,7°C, mais de dois graus acima da média, 31,5ºC. Em 27 dias, a temperatura superou 30ºC, atingindo 37,2ºC no dia 3 de novembro. A média das mínimas foi 22,7°C, mais de três graus acima da normal, 19,5°C. A temperatura mínima do mês foi 20,5°C no dia 12 de novembro.

Quanto ao balanço hídrico, como o período foi chuvoso, a umidade dos

solos da região permaneceu no limite superior de disponibilidade

hídrica, ou muito próxima desse nível, em praticamente todo mês de

novembro. Já a umidade relativa do ar média foi de 77%, 5% maior que a

média histórica de novembro, 72%. Não houve registro de níveis de

umidade do ar inferiores a 30%, que segundo a OMS (Organização Mundial

de Saúde), exigem cuidados, pois podem causar danos à saúde humana.

O pesquisador Carlos Fietz, da estação meteorológica da Embrapa, aponta variações para a região Sul

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions