A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/07/2015 12:27

Com 81,3% de cobertura, MS é o terceiro estado no ranking de imunização

Flávia Lima
Em Campo Grande, imunização prossegue nos postos de saúde. (Foto:Divulgação)Em Campo Grande, imunização prossegue nos postos de saúde. (Foto:Divulgação)

Mato Grosso do Sul ocupa o terceiro lugar entre os estados que mais se aproximaram da meta da campanha de vacinação contra a gripe. Os dados são do Ministério da Saúde, que também apontam que a região Centro-Oeste tem 86% do público prioritário já imunizado.

Na região, a meta foi superada com a vacinação de 2,4 milhões de pessoas.O balanço mostra que a região Sul do país ultrapassou a meta e já vacinou contra gripe 86,2% do público prioritário, formado por 2,8 milhões de pessoas. No total, foram aplicadas 2,4 milhões de doses na região.

Goiás é o estado com a maior cobertura, alcançando 90%, com 1 milhão de doses aplicadas, seguido do Distrito Federal (88,5%). Em terceiro lugar está Mato Grosso, com 81,2%.

A campanha começou no dia 4 de maio em todo o país e foi prorrogada pelo Ministério da Saúde até o dia 05 de junho, porém diversas capitais, como Campo Grande mantém a imunização até o fim dos estoques, seguindo recomendação do Ministério aos estados que não atingiram a meta.

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde em 2015 protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Após a vacinação, o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe. O período de maior circulação da doença segue até agosto. Para receber a dose, é importante levar o cartão de vacinação e o documento de identificação.

A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias eliminadas pela pessoa gripada ao falar, tossir ou espirrar. Também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas da boca, olhos e nariz. Para evitar o contágio, é preciso lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions