A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/02/2014 15:42

Construtora deu calote milionário em pelo menos 11 empresas na Capital

Bruno Chaves
Segundo delegada, novas vítimas foram aparecendo ao longo do inquérito (Foto: Graziela Rezende)Segundo delegada, novas vítimas foram aparecendo ao longo do inquérito (Foto: Graziela Rezende)

Pelo menos 11 empresas de Campo Grande foram lesadas pela RS Construções e Transportes ME, acusada de dar calote milionário nos fornecedores em dezembro do ano passado. A polícia mantém em sigilo algumas informações sobre o golpe para não atrapalhar as investigações. Até o momento, Reginaldo Fernandes Medeiros, o proprietário da construtora, continua foragido.

O caso veio à tona no dia 20 de janeiro, quando foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande. O crime foi identificado como “arara”, golpe conhecido como uma das fraudes empresariais e financeiras mais “famosas” do País.

A construtora fez compras de fornecedores e, em seguida, vendeu os produtos antes do vencimento dos boletos. Depois disso, sumiu da cidade e não foi mais encontrada, assim como o dono. São pelo menos 26 protestos em instituições financeiras, mas o valor total do prejuízo ainda não foi calculado.

Investigações – Desde que o inquérito foi instaurado pela delegada titular da Dedfaz (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Defraudações e Falsificações), Ariene Murad, vários mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

“Estivemos em vários imóveis e recuperamos telhas, tijolos, pisos, rejuntes, esquadrias e outros. Agora estamos procurando o dono da empresa, que continua foragido”, revela. A delegada ainda promete fazer um balanço total do prejuízo até o fim do inquérito, que pode ser prorrogado por mais 30 dias e ser concluído só no mês que vem.

“Foram sucessivas complementações. Eu teria que somar um valor total do prejuízo. Isso porque a cada dia aparecem novas vítimas. Hoje mesmo veio uma à delegacia. Estamos descobrindo vítimas que não registraram boletim de ocorrência e estamos chamando pessoas lesadas para registrar o b.o.”, explica.

Quem sofreu qualquer tipo de calote da empresa RS Construções e Transportes ME pode procurar a Dedfaz, que fica na Rua Ceará, 2146, na Capital, com documentos, notas fiscais, cheques e outros documentos que comprovem o prejuízo.



ta na hora da policia dar um bregue nesse mal carater de nome reginaldo ,ele pilantra no ultimo grau, pois era envolvido com caça niqueis ,me falaram que ate droga ele pucou pro rio de janeiro, alguns anos atras ele usou uma outra empresa de nome santos e bombadilha e agora essa .manda pra cadeia delegada.
 
junior ortiz em 05/02/2014 17:28:53
Só para complementar o assunto, a MERCANTIL PARALELLA LTDA - EPP, tambem deu golpe na praça e nada se falou em investigação, sendo q muitos empresarios foram lesados.É so acompanhar o edital de intimação.,
 
helena gaia loro em 05/02/2014 10:26:23
Cade a JUNTA COMERCIAL que deu abertura da empresa sem precedentes...
 
Ado Filho em 04/02/2014 17:55:34
Todo cuidado é pouco na hora de vender. A cidade está cheia de nós cegos e caloteiros.
Eu trabalho com locação e administração de imóveis, e em meu escritório é comum empresas que chegam de outras cidades, com cadastros e informações furadas, e que para abrir seus negócios, querem alugar imóvel por prazos curtos.
Prevendo que querem apenas ter um endereço certo, e neste prazo aplicar seus golpes, eu evito fazer a locação.
Eu posso até estar errado, mas acredito que agindo assim, eu tenha evitado algum golpe contra comerciantes da Capital.
É claro que existem as exceções, mas cuidado e prevenção não faz mal à ninguém..
 
VALDIR VILLA NOVA em 04/02/2014 16:18:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions