ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Cota de combustível não vai aumentar, afirma Jacini

Por Redação | 02/07/2009 08:44

O secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, disse esta manhã que a cota de combustível não irá aumentar.

Ele argumentou que houve "uma mudança na forma do policiamento, com mais efetivo a pé" e o chamado "policiamento misto", quando os policiais ficam com viaturas próximas, mas desenvolvem as atividades a pé. Somente em caso de necessidade as viaturas são usadas.

No dia 23 de junho o Campo Grande News noticiou que a falta de gasolina está limitando o atendimento de ocorrências na Capital.

Isso porque a frota aumentou nos últimos anos, mas a cota por batalhão da Polícia Militar continuou a mesma.

Segundo o secretário, a cota é uma questão de gestão dos recursos públicos e "pode acontecer um ou outro" problema, mas não há falta generalizada de combustível.

Porém, segundo apurado e reclamações recebidas pela Associação de Cabos e Soldados, há relatos de policiais sobre ocorrências que deixam de ser atendidas porque a cota já foi utilizada.

Jacini disse, ainda, que não recebeu solicitação alguma para aumento da cota. Segundo ele, hoje há 1,2 mil viaturas em Mato Grosso do Sul.