ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  19    CAMPO GRANDE 10º

Cidades

Curso do Bope oferece técnicas de guerra de países em crise para policiais de MS

Por Bruno Chaves | 05/12/2013 17:32
Ao todo, 4 delegados e 46 investigadores foram capacitados (Foto: Marcos Ermínio)
Ao todo, 4 delegados e 46 investigadores foram capacitados (Foto: Marcos Ermínio)

Policiais civis de Mato Grosso do Sul aprenderam, nesta quinta-feira (5), táticas de guerra empregadas em países de crise, como Iraque, Afeganistão e Líbia. O curso foi ministrado a quatro delegados e 46 investigadores por três instrutores do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), Core (Coordenadora de Recursos Especiais) e Cetta (Counter Terrorism Experts).

De acordo com o especialista de controle de terrorismo Geremias de Jesus Júnior, do Rio de Janeiro, o curso "Combate Tático Urbano” auxiliará no combate a criminalidade de Mato Grosso do Sul pelo fato de o estado fazer fronteira com países vizinhos.

“A metodologia do curso é oriunda de países de crise e de estados como o Rio de Janeiro e São Paulo, onde os combates são mais intensos e emergentes. O objetivo é fazer os policiais trabalharem em grupos para atuarem em áreas de criminalidade”, disse.

Geremias ainda revelou que os policiais poderão empregar os conhecimentos adquiridos no curso no dia-a-dia do trabalho. “Eles poderão usar em casos de sequestro, resgate, ações contra terrorista, narcotráfico, transposição de fronteira e outras”, explicou.

Os policiais aprenderam técnicas coletivas que poderão ser utilizadas em grupos de dois a oito agentes. “Essa é uma oportunidade para nos mantermos sempre treinados e aprimorando nossos conhecimentos. Essas técnicas são importantes para o exercício da nossa profissão, para que possamos servir e proteger o cidadão”, opinou o delegado de polícia André Luiz Novelli, de Nova Andradina.

Policiais receberam treinamento teórico e prático (Foto: Marcos Ermínio)
Policiais receberam treinamento teórico e prático (Foto: Marcos Ermínio)
Instrutor do Rio de Janeiro é especialista em terrorismo (Foto: Marcos Ermínio)
Instrutor do Rio de Janeiro é especialista em terrorismo (Foto: Marcos Ermínio)

O curso ofereceu aulas teóricas no período matutino e práticas das técnicas policiais, inclusive com simulação de combate urbano com a utilização de paintball, no período vespertino. Temas como inteligência operacional, progressão em áreas de crise, entrada tática, resgate tático urbano, formação de uma equipe tática de confronto direto, defesa e retenção de armamento, combate tático à mão nua, entre outros, foram ministrados.

De acordo com o diretor-presidente da Escola de Governo, André Luiz Godoy Lopes, o objetivo do curso é capacitar os policiais civis do Estado a altura dos grandes centros. “Por isso, escolhemos os policiais de delegacias especializadas que estão em combate mais acentuado com as forças criminosas”, disse.

Nos siga no Google Notícias