A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/01/2008 20:35

De Cuba, ministro nega epidemia de febre amarela

Redação

O ministro da saúde, José Gomes Temporão, voltou a afirmar hoje, de Cuba, onde acompanha o presidente Luis Inácio Lula da Silva, que não há qualquer risco de a febre amarela se transformar em uma epidemia no país, como ocorreu com a dengue. Mas alertou: "Enquanto o Brasil tiver mata, macaco, mosquito e vírus, você vai ter a forma silvestre circulando".

Temporão frisou a necessidade de as pessoas se vacinarem, principalmente as que vão para regiões de mata. " Todos os casos que aconteceram até agora foram de pessoas que entraram na mata, não se vacinaram e contraíram a doença", disse. "Existe uma vacina 100% eficaz e o Brasil é o maior produtor mundial desta vacina", completou.

A mesma recomendação foi feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Eu, cada vez que viajo para um país que tem problema, tomo vacina por precaução. Se as pessoas vão para lugar que tem problemas, precisam se precaver e tomar alguma vacina que não dói, não dá febre e pode salvar vidas", afirmou o presidente.

Em Mato Grosso do Sul, a notícia de que um dos casos confirmados de febre amarela possa ter sido contraído em Bonito provocou uma corrida aos postos de vacinação. Em 10 dias, foram 250 mil doses aplicadas. Hoje (15 de janeiro) subiu para cinco o número de mortes por febre amarela confirmadas no país.

(Com informações da Agência Brasil)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions