A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/05/2008 14:13

Decretada prisão preventiva de PRFs que recebiam propina

Redação

Continuam presos os cinco policiais rodoviários federais acusados de receber propina para facilitar o escoamento de cargas irregulares de carvão.

A prisão preventiva deles foi decretada pelo juiz de Três lagoas Jairo da Silva Pinto na tarde desta quinta-feira. Os demais presos na operação Diamante Negro, deflagrada na semana passada pela PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal), foram soltos.

Ives Quirino Diniz, Carmelito Pereira do Nascimento, Marco Antônio Rodrigues de Miranda, Sidenilto Correia de Paula e Wanderlilton da Silva Araújo trabalhavam no posto da BR-158 em Paranaíba, a 410 quilômetros de Campo Grande, e recebiam de R$ 1 a R$ 1,5 mil para deixar passar cargas irregulares.

Também foram presos produtores de carvão e funcionários públicos do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis), Agenfa (Agência Fazendária) e Imansul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Ao todo foram expedidos 35 mandados de prisão, sendo que apenas dois não foram cumpridos. A PF estuda a necessidade de pedir a prisão preventiva de outros presos temporariamente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions