A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

25/05/2010 17:40

Defesa de Zeolla diz que irá impugnar laudo de sanidade

Redação

A defesa do procurador aposentado Carlos Alberto Zeolla adiantou que irá solicitar a impugnação do laudo criminal elaborado no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul alegando a sanidade do acusado.

Segundo o advogado Ricardo Trad, o documento atestando a imputabilidade do procurador foi elaborado sem levar em consideração os médicos que atenderam Zeolla por pelo menos 15 anos.

Além disso, o advogado afirma que o laudo respondeu apenas às perguntas da acusação. Apenas quando ele pediu impugnação é que os peritos responderam também às dúvidas da defesa.

Trad defende o primeiro laudo sobre o caso, feito pela Procuradoria, que indicava a semi-imputabilidade do ex-procurador.

Com base nesse laudo de semi-imputabilidade fica atestado que Zeolla tinha parcial entendimento do crime. Pela legislação, isso diminui substancialmente a pena pelo homicídio cometido contra seu sobrinho em março do ano passado.

No dia 10 deste mês, o juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete, assinou termo de recebimento da petição sobre a sanidade mental do procurador abrindo vista para que o MPE (Ministério Público Estadual) se manifeste no prazo de cinco dias acerca do laudo pericial que há nos autos.

Ele determina que, com a devolução dos autos, a Defesa seja intimada para a mesma finalidade. Apesar de ainda não ter recebido a intimação oficial, o advogado de defesa irá pedir a impugnação deste documento, que consta nas folhas 341-7 do processo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions