A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

21/10/2011 11:59

Detran cria nova modalidade de leilão para livrar de veículos irregulares

Marta Ferreira
Medida é mais uma tentativa do Detran de desafogar pátios lotados de veículos. (Foto: João Garrigó)Medida é mais uma tentativa do Detran de desafogar pátios lotados de veículos. (Foto: João Garrigó)

Os pátios do Detran em Mato Grosso do Sul tem mais de 11,5 mil veículos parados e, desse montante, um quarto, cerca de 2,8l mil, não podiam, até ontem, ser vendidos em leilão porque não tinham qualquer identificação que possibilidade sua regularização no órgão.

A partir de hoje, o Detran vai poder vender esses veículos e os materiais inservíveis para reciclagem. Uma portaria publicada hoje cria a nova modalidade de leilão, que prevê a venda de veículos irrecuperáveis e materiais inservíveis, abandonados nos pátios do órgão.

Para o Detran, será uma forma de se livrar das sucatas que lotam as unidades do órgão, parte deles proveniente de transações irregulares, como por exemplo, carros clonados.

Eles devem ser destinados à reciclagem e, conforme a portaria, o Detran-MS acompanhará a destruição, filmando e fotografando, se possível, a destinação dos bens inservíveis, bem como a entrega do produto arrematado em leilão e os procedimentos necessários a descaracterização total do bem e ainda, a destinação ambientalmente correta de forma exclusiva à reciclagem.

A portaria define que podem ser comercializados, a partir de agora, veículos clonados quando identificado o original; veículos importados irregularmente, após autorização da Receita Federal; máquinas Agrícolas ou veículos sem registro no Órgão Executivo Estadual de Trânsito; veículos com chassi adulterado, sem que seja revelada a numeração original em perícia; veículos montados (sem identificação do chassi), remontados e soldados; veículos irrecuperáveis; chassi, peças de veículos e similares; motores e/ou blocos de motores com comprovada adulteração; quadriciclos; bicicletas; veículos sem cadastro no Sistema de Controle de Pátio e veículos abandonados no pátio há mais de dois anos.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...


Todo leilão do Detran hoje, independentemente do estado do veiculo e vendido como sucata e não pode rodar pelas ruas, pois seu chassis e cortado, isso deveria mudar, muitos veículos são recuperáveis e podem voltar a rodar isso deveria ser revisto pelo nosso governador.
 
Oseias Daniel Codignola em 21/10/2011 05:21:51
O problema é que a maioria dos carros, quando chega ao Detran, não é sucata, é tanta demora e 'burrocracia' que depois de anos acabam sendo destruídos pelo tempo.

Tantos carros clássicos, alguns raros que recuperados podem valer muito, ficam apodrecendo "à toa". Foi pro Detran, deu 3 meses, o dono não apreceu pra regularizar ou negociar: LEILÃO! Não deixem os carros 'se perderem'.
 
Felipe Surfin em 21/10/2011 04:59:28
Essa noticia vem de encontro com a vontade da população, pois, ao passar pelos depósito de carros e pátios do Detran, ficamos indignados de ver veículos que poderiam estar já em circulação ou já vendidos aos ferros velhos para o fim a que se destinam. Melhorando até no combate de depósito de lixo e de mosquitos que podem trazer sérios problemas de doenças a nossa população. Parabéns a redaçao.
 
OSMAR DE FREITAS ALEIXO em 21/10/2011 03:33:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions