A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

11/06/2010 17:30

Dez estandes de feira vendiam falsificações, afirma a PF

Redação

Quinze policiais federais participaram nesta tarde da operação da Polícia Federal que encheu um caminhão de caixas de produtos apreendidos em estantes da Fenasul (Feria Nacional de Produtos, Moda, Gastronomia e Cultura do Sul), que ocorre desde o dia 3 no Centro de Convenções Albano Franco, em Campo Grande. Foram apreendidos roupas e tênis, todos falsificações de marcas famosas, segundo a PF.

O delegado que comandou a ação, Otacílio Dela Pace, disse que os produtos estavam em 10 estandes da feira, cujos responsáveis terão de comprovar a origem dos itens para não serem enquadrados em descaminho, crime contra a ordem tributária com pena prevista de até 4 anos de reclusão.

Dela Pace disse que foi uma fiscalização de rotina, baseada em "levantamento preliminar". A ação fechou a feira por 2h30, logo após a abertura à visitação. Já havia público presente, que foi retirado do evento para a vistoria dos policiais.

Pessoas que chegaram ao local depois, para visitar a exposição, ficaram do lado de fora, e se concentraram na portaria, motivados principalmente pela curiosidade.

O representante da empresa Everest Promoções e Eventos, responsável pela organização do evento, Nelson Cleto, afirmou que a feira já existe há 8 anos - dois deles em Campo Grande - e que a responsabilidade pelos produtos é dos expositores. Segundo ele, são feitas reuniões prévias em que os expositores são alertados sobre a questão fiscal.

Cleto disse que todos os estandes onde houve produtos apreendidos são da ala de "variedades" da feira e não do setor de produtos típicos do Sul do País. Ele deu uma informação diferente do delegado da PF, afirmando que cinco estandes tiveram apreensão.

A feira foi reaberta ao público e permanece em Campo Grande até domingo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions