A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/10/2009 09:30

Dourados: família espera mãe para enterrar estudante

Redação

A família do estudante Alisson Campos Rodrigues, de 15 anos, assassinado ontem de manhã dentro da escola Armando Campos Belo, em Dourados, ainda não definiu o horário em que o corpo do adolescente será enterrado.

A mãe de Alisson, que mora na região norte do País, ainda não havia chegado à cidade até esta manhã. O corpo está sendo velado na casa em que o garoto morava com o pai, no Jardim Arapongas, região norte de Dourados.

A escola onde Alisson cursava a 6ª série do ensino fundamental, localizada no Jardim Piratininga, está fechada nesta sexta-feira. Como a rede municipal de ensino de Dourados aderiu à "semana do saco cheio", a escola só volta a ter aula no dia 19.

Vanderlei Colman Sanches, 18, assassino confesso de Alisson Rodrigues, está em uma cela do 1º Distrito Policial. Ontem à tarde ele foi autuado em flagrante pelo delegado Wilson Litter, do 2º DP (responsável pela área onde ocorreu o crime). Ele deve permanecer na carceragem da delegacia até a conclusão do inquérito e depois será levado para a Phac (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa).

A polícia começou nesta sexta-feira a ouvir depoimentos de testemunhas e de familiares e amigos do estudante morto e do assassino confesso. Chama a atenção dos policiais que trabalham no caso o motivo alegado por Vanderlei. Ele disse que matou Alisson por ter sido agredido com um tapa no rosto, no dia anterior. Entretanto, existe suspeita de que os dois já possuíam uma rixa antiga. Além de morar na mesma região da cidade, Alisson e Vanderlei se encontravam com frequência em frente à escola, já que a namorada do acusado estuda no local.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions