A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/01/2009 14:36

Em Sidrolândia, 40 casas populares beneficiarão aldeia

Redação

O anúncio da construção de 40 casas populares em Sidrolândia animou os índios da aldeia Terere, o segundo mais antigo núcleo urbano indígena de Mato Grosso do Sul. A construção das casas vai propiciar benefícios a grande parte das 163 famílias que moram no local.

A construção desse primeiro lote de casas, com recursos da prefeitura, Estado e do PSH (Programa de Subsídio à Habitação de Interesse), foi confirmada na semana passada pelo secretário de Estado de Habitação, Carlos Marun. Na ocasião, ele recebeu em seu gabinete a vereadora Rosângela Rodrigues (PMDB), presidente da Câmara de Sidrolândia.

Segundo Marun, o objetivo do governo é construir 860 moradias em aldeias de todo o Estado.  

Situação Precária - Atualmente as 160 famílias da aldeia Terere moram em casas precárias, construídas com lascas de taquarussu (uma espécie de bambu) e cobertas com folhas de buriti (palmeira típica da região) ou de lona plástica. Em apenas um cômodo, ficam amontoadas cerca de 10 pessoas.

A superpopulação é visível na aldeia, já que 650 moradores ocupam uma área de 10 hectares. O cacique da reserva, Valcilio Figueiredo já desapropriou uma área de 3 hectares, vizinha a reserva, com o apoio da prefeitura e isso permitirá que pelo menos 80 famílias desaldeadas possam se estruturar no local.

Benefícios - Marun também já reforçou que fora os investimentos na aldeia, pretende construir mais 80 casas para a área urbana em Sidrolândia. A informação é da vereadora Rosângela.

 

Segundo a parlamentar, 80 famílias precisam de casa, sendo que metade mora na aldeia e o restante paga aluguel na cidade ou mora de favor com parentes.  Segundo ela, são pessoas que ganham um salário mínimo e pagam, muitas vezes, até R$ 250 por duas peças e um banheiro.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions