A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

16/05/2017 12:17

Construção Civil demite, mas MS tem saldo de 724 empregos em abril

Priscilla Peres
Decisão da CCR MSVia de paralisar as obras da BR-163 aumentou demissões do setor. (Foto: Marcos Ermínio)Decisão da CCR MSVia de paralisar as obras da BR-163 aumentou demissões do setor. (Foto: Marcos Ermínio)

Mato Grosso do Sul gerou 724 vagas de emprego em abril, graças ao bom desempenho do setores de Serviços e Agropecuária. No mês passado a Construção Civil voltou a demitir números expressivos, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

O montante de empregos gerados em abril é 26,9% menor que no mesmo período do ano passado, quando foram abertas 919 vagas. Os dados mostram que apesar do bom desempenho de março, a geração de emprego estadual voltou a cair no mês passado.

O setor de Construção Civil contratou 1.780, mas desligou 2.053 trabalhadores em abril.O aumentou das demissões foi influenciado pela paralisação das obras da CCR MSVia, responsável pela administração da BR-163.

Em compensação o setor de Serviços gerou 501 vagas no mês, com contratação de 6.405 e desligamento de 5.903 trabalhadores. A Agropecuária também teve bom desempenho com geração de 522 vagas de emprego em abril.

Em quatro meses de 2017, o Estado gerou 84.865 vagas e fechou 78.988, gerando saldo de 5.877 empregos. Em 12 meses, o acumulado de crianção de vagas soma 1.321, com mais de 233 mil desligamentos.

Entre os municípios destaque para Dourados que gerou 162 vagas em abril, enquanto que Três Lagoas fechou 223, conforme os números divulgados hoje. Campo Grande criou apenas 61 empregos no mês.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions