ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 24º

Empregos

Desinteresse de temporários e falta de qualificação faz vagas sobrarem no comércio

Por Paula Vitorino | 14/02/2011 08:10

Ao menos 12 lojas do Shopping estão a procura de funcionários. No centro, cerca de 2 mil vagas estão disponíveis

Oferta de empregos é grande no Shopping Campo Grande. Ao menos 12 lojas estão contrando funcionários. (Foto: João Garrigó)
Oferta de empregos é grande no Shopping Campo Grande. Ao menos 12 lojas estão contrando funcionários. (Foto: João Garrigó)

Em epóca que normalmente era de efetivação de pessoas que se candidataram ao emprego temporário de fim de ano, ainda sobram vagas nas lojas da Capital. Andando pelo shopping Campo Grande, por exemplo, é possível ver ao menos 12 estabelecimentos com placas para contratação de funcionários. Em alguns casos, a necessidade de contratação é urgente.

Já no comércio da área central, em torno de 2 mil vagas estão disponíveis, segundo dados da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado).

O alto número de vagas no comércio, após menos de dois meses do período de maior contratação de funcionários no ano – início de dezembro – é atípico. Mas segundo a Associação dos Lojistas do Shopping, três fatores contribuíram para a oferta de empregos neste período.

O principal é o desinteresse dos contratados temporários em continuar na empresa.

“Muitos universitários procuram emprego nas férias e aí quando retornam as aulas saem. Isso sempre acontece, mas neste ano percebemos um aumento neste perfil de funcionários: pessoas que procuraram emprego com a pretensão de serem temporários mesmo”, explica a presidente Associação dos Lojistas do Shopping, Luciana Anache Victoriano.

Outro ponto decisivo é a falta de qualificação dos candidatos, a maioria não tem experiência no setor de vendas. Já o terceiro fator apontado por Luciana é o bom momento econômico que o setor vive.

“Estamos com 100% em funcionamento do Shopping. Todas as salas comerciais estão alugadas. Com mais lojas, aumenta a demanda por funcionários também”, constata.

Semelhante – A realidade do comércio na área central é semelhante. Os empresários têm dificuldades para encontrar candidatos qualificados que possam preencher as 2 mil vagas no setor, que está em crescimento.

“Falta de qualificação é o motivo pelo qual ainda estamos precisando de funcionários, mesmo após o período de contratações de temporários.”, constata o presidente da Fecomércio, Edson Araújo.

Ele ainda acrescenta um dado importante para a falta de experiência dos candidatos: o comércio é a porta de entrada do mercado de trabalho para muitos.

“As pessoas procuram as empresas do comércio para o primeiro emprego, isso acontece com muitos. Mas o problema é que esses candidatos chegam sem nenhuma qualificação, diferente do que acontece em outros segmentos, onde a pessoa busca uma formação antes”, revela.

A abertura do Shopping Norte-Sul, que está prevista para março, também está contribuindo para o aquecimento do comércio.

“Dentro de 30 ou 45 dias teremos um novo Shopping funcionando e muitas das lojas do centro que vão abrir filiais lá já estão procurando funcionários para ocupar essas vagas, mas estão tendo dificuldades em encontrar”, diz.

Solução – Com o objetivo de reverter o quadro de profissionais sem qualificação, cursos de formação de mão são oferecidos gratuitamente em Campo Grande. Os interessados podem procurar o Senac e participar de cursos voltados para o trabalhador do comércio, seja na área de vendas ou administrativa.

“Um candidato com uma formação no segmento tem muito mais possibilidades de conseguir um emprego”, ressalta o presidente da Fecomécio.

Já a Associação dos Lojistas do Shopping anunciou que irá realizar pela primeira vez neste ano um treinamento para candidatos e já empregados no comércio do local.

“Esse era um projeto da associação para 2011 e a primeira turma deve começar ainda neste semestre”, afirma Luciana. Ainda não há data para o início do curso, mas ela adiantou que em breve os candidatos irão receber informações sobre o treinamento via email.

“A associação tem um cadastro com as pessoas que nos procuraram para deixar currículo e nós entraremos em contato com esses candidatos. Também queremos que o treinamento seja aplicado para àqueles que já são funcionários do Shopping”, esclarece.

Os interessados em se candidatar em uma das vagas de emprego no Shopping podem entregar seu currículo na Associação dos Lojistas, que fica dentro do prédio comercial. O horário de funcionamento da associação á das 13h às 18h, e o telefone para contato é 3326-9134.