A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

02/11/2008 21:00

Empresário morto em acidente aéreo tinha 100 lojas

Redação

Entre as cinco pessoas mortas na queda do avião monomotor modelo P-35 Beechcraft que saiu de Sonora (360 km de Campo Grande) e caiu em Paranavaí (PR) estão dois empresários: João Romera, dono da rede de lojas que leva o seu sobrenome, e Adriano Romera, diretor da empresa Simbal, uma das maiores empresas de Colchões e Estofados da América Latina.

A Romera Móveis Eletro e Informática tem 100 lojas em quatro estados: Paraná, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A matriz fica em Arapongas (PR), cidade ao norte do Paraná que seria o destino final da viagem.

Conforme o Capitan Bado, João é de uma família muito conhecida de Ponta Porã (334 km de Campo Grande).

A forte chuva que caía em Paranavaí pode ter sido a causa da queda do avião. A hipótese levantada pela polícia é de que o piloto Flávio Marcelo dos Santos tentava pousar o avião no aeroporto local.

O avião caiu sobre a escola municipal Ilda Campano Santini, ao lado de um muro de uma casa, no Jardim Maringá. Além de João, Adriano e Flávio, Rômulo César Fernandes e Siolmar Grotti Romera também estavam na aeronave. Todos morreram.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions