A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/10/2013 12:56

Empresários presos em operação contra lavagem de dinheiro são liberados

Aline dos Santos
Ação do Gaeco foi realizada no dia primeiro de outubro. (Foto: Cleber Gellio)Ação do Gaeco foi realizada no dia primeiro de outubro. (Foto: Cleber Gellio)

Presos na operação Ablutio, cinco empresários de Ivinhema foram soltos na madrugada desta sexta-feira. O grupo estava na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), em Campo Grande. “Não havia mais necessidade da prisão, pois as provas já foram colhidas”, afirma o promotor Marcos Alex Vera de Oliveira, coordenador do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

O MPE (Ministério Público Estadual) se manifestou a favor da revogação e a Justiça deferiu. “Agora, vamos fazer análise documental e ouvir mais oito pessoas”, diz o promotor.

Os mandados de prisão temporária eram válidos por cinco dias. A operação contra lavagem de dinheiro foi realizada na última terça-feira, em parceria com a Receita Federal. Os alvos da ação foram cinco empresários: Alessandro Pieretti de Oliveira, Christian Carlo Zanutto, Sami Marouf Abdel Jalil, Valdenei Gyorfi dos Santos e Rubens Alves dos Santos.

Alessandro é marido da juíza Cristiane Oliveira, responsável pela comarca de Ivinhema, e parente do ex-prefeito Renato Pieretti Câmara (PMDB). Ele também já ocupou posto de fiscal estadual agropecuário, do qual foi exonerado, a pedido, em 6 de novembro de 2012.

O grupo é ligado a três empresas: Vale Incorporadora, Minervale e Agrovale. Responsável pelo residencial Solar do Vale, a Vale Incorporadora informa em sua página na internet que é formada por “por grandes empresários, teve o início da sua história no ano de 2010 em Ivinhema”.

As outras duas empresas são do setor agrícola. Na ação, auditores fiscais averiguaram a ocorrência de não cumprimento de obrigações tributárias referentes ao ganho de capital em operações de compra e venda de imóveis urbanos.

Durante as investigações de quatro meses, surgiram indícios de fraudes fiscais. Ablutio, nome dado à operação policial, é termo em latim que significa lavagem.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions