A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/05/2011 16:14

Engenheiro da Capital escapa de explosão em refinaria de São José dos Campos

Paula Maciulevicius

Acidente que matou um trabalhador e feriu dois ocorreu em unidade de hidrotratamento de diesel

Explosão em refinaria mata um funcionário e fere dois. Engenheiro da Capital estava a 500 metros do local. (Foto: Reginauro Siva, site Cidade Verde)Explosão em refinaria mata um funcionário e fere dois. Engenheiro da Capital estava a 500 metros do local. (Foto: Reginauro Siva, site Cidade Verde)

O engenheiro sanitarista e ambiental Gustavo Souza Castro, 26 anos, presenciou a explosão que ocorreu na Unidade de Hidrotratamento de Diesel na refinaria Henrique Lage, a Revap, em São José dos Campos, São Paulo.

O acidente matou um trabalhador e deixou dois feridos na tarde de ontem. Segundo o site VNews, as vítimas prestavam serviço para uma empresa terceirizada que faz trabalha na refinaria.

A refinaria de grande extensão é dividida em áreas. Gustavo que trabalha em uma empresa terceirizada que presta serviços na refinaria, conta que estava cerca de 500 metros da Unidade em que houve a explosão. Antes de começar um princípio de incêndio, é soado um alarme de emergência que “alerta” os trabalhadores para desocuparem a área.

Três funcionários estavam na Unidade, dois deles conseguiram correr, mas um ficou preso ao cinto.

“A refinaria representa um perigo muito grande pelos produtos inflamáveis, mas a brigada de incêndio solucionou o problema e em menos de cinco minutos não existia mais pânico”, conta.

O engenheiro afirma que a sensação não é muito boa, mas que todos são treinados para esse tipo de situação, para que mais rápido possível possam parar as atividades e sair para um ponto seguro.

O acidente aconteceu por volta das 15h de ontem. De acordo com o Sindicato da Construção Civil de São José dos Campos, no momento da explosão um estrondo foi ouvido nas imediações da refinaria. Os sindicalistas estavam na portaria fazendo uma manifestação de outra terceirizada.

Uma equipe médica da refinaria fez o atendimento aos feridos e os levou para a Santa Casa, mas o estado de saúde ainda não foi informado. Após o acidente, os trabalhadores foram retirados do local por medida de segurança.

A Revap afirmou que a Cesteb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), ligada à Secretaria do Meio Ambiente do governo paulista e a Defesa Civil foram informadas da ocorrência e que as causas da ocorrência estão em análise pela equipe técnica da Petrobras/Revap.

O engenheiro disse ao Campo Grande News que esta foi a primeira vez que presenciou uma explosão “até o momento de saber o que está acontecendo bate o medo. Será que vai explodir?” comenta Gustavo.

Segundo acidente - Na última sexta-feira (13), um trabalhador estava em um vaso de condensado e desmaiou ao entrar em contato com o nitrogênio. De acordo com a empresa, o empregado foi imediatamente socorrido pela equipe de resgate e socorro médico da refinaria e encaminhado ao Pronto Socorro da Vila Industrial, onde passou por exames e posteriormente foi transferido para um hospital particular.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions