A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/12/2009 07:13

Escolas do interior vencem Prêmio Construindo a Nação

Redação

Escolas do interior do Estado foram as vencedoras do Prêmio Construindo a Nação 2009. O Prêmio é uma parceria do Sesi, com o Instituto da Cidadania Brasil, CNI e órgãos estaduais.

O Prêmio Construindo a Nação tem por objetivo destacar, valorizar e mostrar como exemplo, criando referências, as ações que as escolas públicas e privadas, realizam com a presença ativa de seus alunos no diagnóstico e nas ações práticas de solução para problemas das comunidades onde estão situadas.

No total, 26 escolas inscreveram-se, sendo que apenas 16 entregaram os projetos dentro do prazo e estavam aptas a participar da seleção do Prêmio, cuja cerimônia de entrega será realizada em março do próximo ano no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande.

No Ensino Fundamental, a vencedora foi a Escola Municipal Manoel Martins, de Ponta Porã, com o projeto "Escola o Beabá da Cidadania - O Caminho Certo a Seguir", seguida da Escola do Sesi de Dourados, com o projeto "Conscientização Ambiental por um Flash", e da Escola do Sesi Maria José Castello Zahran, de Campo Grande, com o trabalho "Resgatando Valores num Clique de Solidariedade".

Na categoria Ensino Médio, o primeiro lugar ficou com a Escola Estadual Dr. João Ponce de Arruda, de Ribas do Rio Pardo, com o projeto "Rio Pardo Vivo", enquanto o segundo lugar foi para a Escola Estadual 8 de Maio, de Iguatemi, com o trabalho "Lixo Promotor de Educação e Saúde", e em terceiro lugar aparece a Escola Estadual Professora Fátima Gaiotto Sampaio, de Nova Andradina, com o projeto "Dia de Fazer a Diferença - Educação para Todos".

O Prêmio Construindo a Nação também premia os trabalhos desenvolvidos por turmas da EJA (Educação de Jovens e Adultos), sendo que neste ano a Escola Municipal Francesco Battista Giobbi, de Sonora, levou o primeiro lugar com o projeto "Reutilizando e Mudando sua História", tendo em segundo lugar a Escola do Sesi Edmundo Macedo Soares e Silva, de Campo Grande, com o projeto "Integrando as Diferença através do Papel", e em terceiro lugar a Escola Municipal Izabel Corrêa de Oliveira, de Corumbá, com o projeto "Escola e Festival Sul-Americano Unindo Fronteiras".

Bolsa de estudo - Segundo a técnica de Responsabilidade Social do Sesi, Valéria Vasques, as escolas vencedoras receberão troféus e as diretoras também ganharão uma bolsa de estudo em nível de pós-graduação, que poderá ser transferida para um dos profissionais que compõe a equipe do estabelecimento de ensino. "O interessante é que a escola vencedora também vai concorrer na edição nacional do Prêmio", detalhou.

Ela também pontuou o excelente nível dos trabalhos apresentados e explicou que eles passaram pelo crivo de uma comissão de avaliação em Mato Grosso do Sul e outra comissão julgadora no Estado de São Paulo, quando foram avaliados pela equipe do Instituto da Cidadania Brasil. "Nós temos total condições de competir e trazer bons resultados da disputa nacional", disse.

O Prêmio - A intenção dos organizadores é também valorizar o papel do educador no processo de formação do seu aluno como cidadão e estimular os estudantes a participar ativamente dos projetos de sua escola preparando-os para a vida do País, pela relevância da aprendizagem tida na convivência com as demandas sociais das comunidades.

O Prêmio objetiva ainda motivar os alunos a se tornarem empreendedores e participarem das soluções que inicialmente sua comunidade demanda, mas também das de suas cidades, Estados e País.

Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions