A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/10/2009 07:15

Esposa de campeiro de Sanga Puita planejou assassinato

Redação

Foram presos na tarde de ontem em Sanga Puitã, distrito de Ponta Porã, os acusados de envolvimento no assassinato do campeiro Cláudio Francisco Sanguina de Jesus, de 21 anos, ocorrido no último domingo na mesma cidade.

Maria Aparecida de Campos, esposa da vítima, é acusada de ter planejado o crime executado pelo amante dela, Ramão Aparecido Sobrinho, com a ajuda do soldado do Exército Alessandro Ratier.

Cláudio foi assassinado a facadas no domingo e encontrado na manhã da segunda-feira, na Rua Carambola, próximo de onde morava com a esposa e um filho.

Os três tiveram a prisão preventiva decretada e confessaram o crime. Maria Aparecida revelou à Polícia que Ramão Sobrinho, com quem mantinha um relacionamento extraconjugal, morava com o casal.

Segundo ela, o marido havia descoberto a traição o que levou a decisão de matá-lo. Para isso, pediram ajuda do soldado Alessandro.

Na tarde de domingo, os dois homens surpreenderam Cláudio e o esfaquearam até a morte. A mulher disse que assistiu tudo passivamente.

Em seguida, o corpo de Cláudio foi colocado em um saco e jogado nas proximidades da entrada da fazenda onde trabalhava, perto de sua casa.

Os policiais desconfiaram das divergências nas versões dos acusados e a mulher acabou confessando o crime.

Ramão e Maria Aparecida estão recolhidos na cela do 2º DP, enquanto o soldado Alessandro Ratier de Souza foi entregue ao Exército e está à disposição da Justiça, na cela do 11º RC Mec.

Cláudio Francisco Sanguina de Jesus chegou a ser preso em novembro de 2007 em Dourados por furto.

(Com informações do site Mercosul News)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions