A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020

06/10/2009 16:00

Ex-médico que mutilou mulheres perde ação no TJ/MS

Redação

Uma professora ganhou no TJ/MS (Tribunal de Justiça) uma ação de indenização por danos materiais, morais e estéticos contra o ex-médico Alberto Jorge Rondon de Oliveira e o IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande).

Rondon é conhecido por ter mutilado várias mulheres. O MPF (Ministério Público Federal) tem procurado as vítimas que ainda não acionaram o médico na Justiça para receber indenização. A expectativa do órgão federal é de que 120 mulheres tenham sido vítimas dele.

A professora que ganhou a ação havia procurado o então médico em 1996 para reduzir os seios, grandes demais - o que lhe provocava fortes dores na coluna. Na cirurgia também foi retirada excesso de pele do abdome.

Após a operação, ela ficou repleta de cicatrizes e passou a sentir muitas dores nos seios e abdome.

Em 1º grau, a ação foi julgada procedente e os réus foram condenados ao pagamento de indenização de R$ 900 por danos materiais, R$ 10 mil por danos estéticos e R$ 10 mil por danos morais, corrigidos monetariamente . Só que o médico ingressou com apelação argumentando cerceamento de defesa.

"

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions