A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/10/2009 16:00

Ex-médico que mutilou mulheres perde ação no TJ/MS

Redação

Uma professora ganhou no TJ/MS (Tribunal de Justiça) uma ação de indenização por danos materiais, morais e estéticos contra o ex-médico Alberto Jorge Rondon de Oliveira e o IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande).

Rondon é conhecido por ter mutilado várias mulheres. O MPF (Ministério Público Federal) tem procurado as vítimas que ainda não acionaram o médico na Justiça para receber indenização. A expectativa do órgão federal é de que 120 mulheres tenham sido vítimas dele.

A professora que ganhou a ação havia procurado o então médico em 1996 para reduzir os seios, grandes demais - o que lhe provocava fortes dores na coluna. Na cirurgia também foi retirada excesso de pele do abdome.

Após a operação, ela ficou repleta de cicatrizes e passou a sentir muitas dores nos seios e abdome.

Em 1º grau, a ação foi julgada procedente e os réus foram condenados ao pagamento de indenização de R$ 900 por danos materiais, R$ 10 mil por danos estéticos e R$ 10 mil por danos morais, corrigidos monetariamente . Só que o médico ingressou com apelação argumentando cerceamento de defesa.

"

Carro roubado no Rio de Janeiro é recuperado em estrada rumo ao Paraguai
Um automóvel recentemente roubado no Rio de Janeiro foi recuperado por policiais militares em uma estrada vicinal de Japorã –a 487 km de Campo Grande...
Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions